Carpenter descarta terceiro carro para Indy 500 e libera Pigot para negociar participação em outra equipe

Ed Carpenter explicou que a equipe não pode se dar ao luxo de gastar muito e, desta forma, não vai colocar um terceiro carro no grid da Indy 500 deste ano. Assim, Spencer Pigot foi liberado para negociar com outras equipes sua participação na prova

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A Carpenter vai apenas com dois carros para as 500 Milhas de Indianápolis de 2017. Segundo o dono da equipe Ed Carpenter, o acidente de Josef Newgarden na etapa do Texas no ano passado teve consequências pesadas para o time, que acabou tendo perda total em um de seus bólidos.

 
O norte-americano explicou que o time teria de investir pesado para ter um terceiro piloto na Indy 500 e que isso envolveria a compra de mais um chassi, algo fora da realidade da Carpenter em 2017.
 
"A gente não conseguiu fazer o necessário para colocar um terceiro carro na pista, os custos tornaram isso impossível. A gente tinha cinco carros até o acidente do Newgarden no Texas. Então, entrar em maio com quatro carros para três pilotos não faz nenhum sentido, a gente teria de comprar outro chassi", disse ao site norte-americano 'motorsport.com'.
 
Ed seguiu falando que não vê vantagem alguma em ter mais um piloto no time apenas para inflar o grid da prova.
 
"Nós não queremos botar um terceiro piloto na pista apenas para fazer número. Se estivéssemos com três carros, iríamos querer competitividade de todos. O contrário disso não seria benéfico nem para time, nem para piloto", seguiu.
Dos três da foto, só Ed e JR Hildebrand estarão com a Carpenter na Indy 500 desse ano (Foto: Indycar)
Quem acabou afetado diretamente por essa decisão foi Spencer Pigot, titular da equipe nos circuitos mistos e de rua. Carpenter lamentou bastante não poder ajudar o pupilo a disputar a Indy 500 pela segunda vez, mas assegurou que Pigot tem carta branca para negociar com quem quiser para estar na corrida.
 
"É uma pena que a gente não tenha podido ajudar Spencer, ele era a escolha óbvia. Mas ele está livre para procurar vaga em outra equipe para essa prova, a gente jamais ficaria atrapalhando a vida dele", explicou.
 
No entanto, o jovem piloto – que em 2016 correu no IMS com a RLL – contou que não está nem perto de fechar com time nenhum e também citou dificuldades financeiras.
 
"Eu estou procurando, mas duvido muito que arrume alguma coisa. Não tenho dinheiro para comprar uma vaga, acho que não entrarei em acordo com ninguém. Vamos ver, ainda tem algum tempo pela frente", afirmou.
 
Sem Pigot e o terceiro carro, a Carpenter vai levar para a principal prova do calendário o titular JR Hildebrand e o próprio Ed Carpenter, responsável por guiar o #20 em todos os ovais.
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube