Castroneves não esconde decepção, mas enfatiza: "O que importa não é onde você começa, é onde termina"

Helinho esperava lutar pela pole e chegou a liderar primeira parte da sessão classificatória, mas perdeu rendimento junto com a Penske e não conseguiu ir além da oitava colocação no grid. "Nós só tivemos uma chance", justificou o terceiro colocado no campeonato

 
Helio Castroneves não conquistou o resultado que queria em Indianápolis. No Pole Day, sessão classificatória que definiu as posições de largada dos 24 melhores do dia entre os 34 inscritos, o brasileiro deu indícios de que lutaria pela primeira posição, mas não conseguiu ir além do oitavo lugar no Fast Nine.
 
Os três carros da Penske, por sinal, decepcionaram. Com excelente ritmo durante a primeira fase da sessão, tanto Helinho quanto Will Power e AJ Allmendinger ficaram muito aquém do que haviam apresentado no início da tarde deste sábado (18).
Helio Castroneves não escondeu frustração com desempenho em Indianápolis (Foto: Jamie Squire/Getty Images)
As imagens do Pole Day na galeria exclusiva do GRANDE PRÊMIO
Veja o grid de largada ilustrado das 500 Milhas de Indianápolis
Mais fotos do Pole Day
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
Minuto a minuto, a classificação para a 97ª edição da Indy 500

Dono de quatro poles e três vitórias no mítico oval de Indiana, Castroneves revelou que enfrentou dificuldades em manter o mesmo ritmo durante as quatro voltas de sua tentativa no Fast Nine.

 
"Nós só tivemos uma chance. Queríamos a pole, e tentamos", explicou o brasileiro,  terceiro colocado na temporada, com 116 pontos – 20 a menos que o líder Takuma Sato.
 
"Obviamente, muita gente fez o mesmo, e você tem que manter o ritmo nas quatro voltas. Isso foi muito difícil."
 
No entanto, apesar da frustração, Helio soube mostrar otimismo e afirmou que o que importa, de fato, é o resultado final na corrida do próximo dia 26.
 
"Às vezes compensa. No passado compensou, mas hoje não foi isso o que aconteceu. Mas o que importa não é onde você começa, é onde você termina", concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube