Castroneves perde pole por desobedecer bandeiras amarelas e Rahal sai na frente na corrida 1 em Detroit

Graham Rahal vai largar na pole na corrida 1 da Indy em Detroit. Helio Castroneves até fez a volta mais rápida da classificação, mas foi punido pela direção de prova por desobedecer as bandeiras amarelas e, assim, sai na segunda posição

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A briga que se desenhava nos treinos livres de fato aconteceu na classificação. Neste sábado (3), em grupos diferentes, Helio Castroneves e Graham Rahal disputaram até o fim a pole, com o brasileiro surgindo já com o cronômetro zerado e fazendo a melhor marca. No entanto, sete minutos depois, enquanto o piloto do #3 já comemorava, a direção de prova anunciou que a melhor volta de Castroneves seria apagada por desobedecer as bandeiras amarelas, com 1min13s968 de Rahal seguindo como o giro da pole.

A Andretti manteve o ótimo momento e dominou a segunda fila do grid. Vencedor da Indy 500, Takuma Sato vai largar em terceiro, enquanto Alexander Rossi sai em quarto.

James Hinchcliffe comprovou a força da Schmidt Peterson na Belle Isle e vai sair no quinto posto, enquanto Scott Dixon superou a péssima sexta-feira e garantiu o sexto lugar no grid.

Simon Pagenaud andou na frente durante grande parte do primeiro grupo, mas acabou ficando para trás no fim e larga em sétimo, enquanto Max Chilton, Josef Newgarden e Charlie Kimball fecham o top-10. Mais lento da Ganassi na sessão, Tony Kanaan sai em 15º.

Graham Rahal é pole em Detroit (Foto: IndyCar)

Confira como foi a definição do grid:

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O primeiro grupo da classificação em Detroit começou pontualmente às 11h05 (em Brasília). Nele estavam: Simon Pagenaud, Josef Newgarden, James Hinchcliffe, Tony Kanaan, Will Power, Graham Rahal, Esteban Gutiérrez, Ed Jones, Spencer Pigot, Takuma Sato e Marco Andretti.

 
Com a pista ainda bem fria e o formato diferenciado de classificação em Detroit, em que não há Fast Six, alguns pilotos já resolveram arriscar e começar a sessão com os pneus mais macios. Desta forma, os tempos já começavam bem baixos. Antes mesmo da metade dos 12 minutos, Pagenaud, Sato, Power e Rahal já andavam abaixo de 1min15s.
Helio Castroneves teve a pole nas mãos por alguns minutos (Foto: IndyCar)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O quarteto dos ponteiros seguia o mesmo enquanto o tempo ia se esgotando, mas as marcas seguiam caindo. Pagenaud, por exemplo, ampliava a dianteira com 1min14s315. Rahal também superava Power, enquanto Hinchcliffe e Andretti fechavam o top-6, mas bem para trás.
 
Enquanto Pigot relava no muro na curva 4, as posições seguiam mudando freneticamente nos instantes finais. Depois de Sato ir para a primeira posição, Rahal achou um grande giro em 1min13s968, virando líder. Newgarden ainda foi para quinto, enquanto Gutiérrez surpreendia ao bater o companheiro Jones em uma jornada muito ruim da Dale Coyne.
 
O grupo se encerrou com Rahal, Sato, Hinchcliffe, Pagenaud, Newgarden, Power, Andretti, Kanaan, Pigot, Gutiérrez e Jones.
Takuma Sato manteve o bom momento (Foto: IndyCar)

Grupo 2

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O segundo grupo começou de forma um pouco mais lenta. Nele estavam Helio Castroneves, Conor Daly, Mikhail Aleshin, Max Chilton, Scott Dixon, Carlos Muñoz, Oriol Servià, JR Hildebrand, Ryan Hunter-Reay, Charlie Kimball e Alexander Rossi.

O início foi de uma disputa completamente polarizada entre Castroneves e Dixon, que foram invertendo posições no topo da tabela de tempos e, assim, se aproximando da marca registrada por Rahal no primeiro grupo.

No fim, batendo Dixon e depois Rossi, Castroneves já parecia no controle da situação e, gradativamente, ia tirando a vantagem de Rahal. Ali, no apagar das luzes, o brasileiro superou a marca do americano e até chegou a comemorar a pole, mas a direção de prova entendeu que Helio não reduziu a velocidade em bandeira amarela e, assim, tirou a melhor volta do brasileiro, que teve de se contentar com o segundo lugar.

Indy, GP de Detroit, Corrida 1, Grid de largada:

1 15 Graham RAHAL EUA RLL Honda 1:13.968  
2 3 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet 1:14.041 +0.073
3 26 Takuma SATO JAP Andretti Honda 1:14.042 +0.074
4 98 Alexander ROSSI EUA Andretti Honda 1:14.087 +0.119
5 5 James HINCHCLIFFE CAN Schmidt Peterson Honda 1:14.180 +0.212
6 9 Scott DIXON NZL Ganassi Honda 1:14.285 +0.317
7 1 Simon PAGENAUD FRA Penske Chevrolet 1:14.315 +0.347
8 8 Max CHILTON ING Ganassi Honda 1:14.999 +1.031
9 2 Josef NEWGARDEN EUA Penske Chevrolet 1:14.380 +0.412
10 83 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda 1:15.066 +1.098
11 12 Will POWER AUS Penske Chevrolet 1:14.631 +0.663
12 28 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Honda 1:15.099 +1.131
13 27 Marco ANDRETTI EUA Andretti Honda 1:14.671 +0.703
14 14 Carlos MUÑOZ COL Foyt Chevrolet 1:15.206 +1.238
15 10 Tony KANAAN BRA Ganassi Honda 1:15.266 +1.298
16 4 Conor DALY EUA Foyt Chevrolet 1:15.222 +1.254
17 20 Spencer PIGOT EUA Carpenter Chevolet 1:15.626 +1.658
18 21 JR HILDEBRAND EUA Carpenter Chevrolet 1:15.233 +1.265
19 18 Esteban GUTIÉRREZ MEX Dale Coyne Honda 1:15.627 +1.659
20 7 Mikhail ALESHIN RUS Schmidt Peterson Honda 1:15.243 +1.275
21 19 Ed JONES ING Dale Coyne Honda 1:15.834 +1.866
22 16 Oriol SERVIÀ ESP RLL Honda 1:15.275 +1.307
 

ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube