Castroneves se frustra com oitavo lugar em Iowa, mas foca no título: "Ainda estamos na liderança"

Brasileiro teve ótimo desempenho no sábado (22), venceu prova de classificação e levou a pole, mas perdeu dez posições no grid por ter trocado de motor e terminou corrida apenas em oitavo: "Claramente senti que tínhamos um carro melhor do que isso", lamentou

 
Helio Castroneves teve um início de fim de semana extremamente promissor em Iowa, palco da décima etapa da temporada 2013 da Indy. No entanto, a oitava posição final na corrida vencida por James Hinchcliffe acabou ganhando contornos melancólicos para o brasileiro.
 
No sábado (22), o piloto da Penske mostrou grande performance para vencer a prova de classificação que lhe valeu a pole-position. Mas a equipe optou por trocar o motor de seu carro, o que o fez cair para a 11ª posição no grid.
Helio Castroneves em Iowa (Foto: Chris Jones/IndyCar)
Ainda assim, o bom ritmo apresentado por Helinho no dia anterior o permitia sonhar alto na corrida. Mas o resultado final ficou aquém do que o piloto esperava.
 
Apesar de elogiar time, Castroneves não escondeu a frustração. "Foi um bom trabalho da equipe. Fizemos o melhor que podíamos, hoje", disse. "Quando me disseram que eu estava em oitavo, falei: 'O quê?'. Claramente senti que tínhamos um carro melhor do que isso."
 
Em seguida, Helinho tentou explicar o desempenho abaixo do esperado. "Acho que me atrasei no tráfego entrando e saindo dos pits, o que nos custou algumas posições. O carro realmente estava muito bem a cerca de 50 voltas para o final, e me senti ótimo." 
 
"Talvez tenha sido um pouco tarde demais para nós. Mas ainda estamos na liderança e vamos buscar um resultado melhor em Pocono", encerrou.
 
Castroneves segue na frente no campeonato, com 332 pontos – nove a mais que Ryan Hunter-Reay, vice-líder.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube