Causador do acidente que acertou cabeça de Wilson em Pocono, Karam deixa hospital na Pensilvânia sem fraturas

Sage Karam deixou nessa segunda-feira o Lehigh Valley Hospital, na Pensilvânia, onde foi examinado e não foi vista nenhuma fratura após seu forte acidente na 500 Milhas de Pocono. Uma parte da asa de seu carro acertou em cheio a cabeça de Justin Wilson, que está em coma

determinarTipoPlayer(“15583895”, “2”, “0”);

Se a situação de Justin Wilson inspira grandes cuidados — o inglês está internado na UTI de um hospital em Allentown, na Pensilvânia —, o outro piloto que esteve envolvido na cena de seu acidente está sem ferimentos.
 
A IndyCar divulgou na tarde desta segunda-feira (24) que Sage Karam foi liberado do Lehigh Valley Hospital, o mesmo onde Wilson está internado, sem nenhuma fratura. Karam liderava as 500 Milhas de Pocono e perdeu o controle na saída da curva 1, chocando-se violentamente contra o muro.
O  acidente de Karam desencadeou a batida de Wilson (Foto: Reprodução/TV)
Karam teve dificuldades para sair do carro e foi auxiliado pela equipe médica. Na sequência, foi levado por via terrestre ao hospital por reclamar de dores no pé direito.
 
O piloto da Ganassi passou por exames de raio-X e tomografia, especificamente no tornozelo direito e na mão esquerda. De acordo com a nota da categoria, Karam não sustenta fraturas e só vai precisar passar por uma avaliação pelo Dr. Terry Trammell para poder correr em Sonoma, no próximo fim de semana.
 
"Primeiro de tudo, espero que tudo esteja bem com Justin Wilson", declarou Karam. "Justin é a prioridade, e todo o resto é secundário neste momento. Sobre a corrida, eu tinha um grande carro e estava em uma posição de vencer. Mas aí eu perdi o controle no meio da curva 1 e não tinha indicação alguma de onde ia parar", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube