Indy

Chip Ganassi encerra negociação e descarta receber Danica para despedida na Daytona 500 e na Indy 500

Presidente da Chip Ganassi, Steve Lauletta encerrou a negociação para que Danica Patrick defendesse o time na Daytona 500 e na Indy 500. Pilota tenta desde novembro uma vaga para poder fazer sua despedida nas tradicionais provas

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A busca de Danica Patrick por uma vaga para poder se despedir das 500 Milhas de Indianápolis sofreu um novo revés. A Chip Ganassi descartou chegar a um acordo para que a pilota dispute a lendária prova de Indiana e a Daytona 500 pela escuderia.
 
Em novembro passado, Patrick anunciou que em 2018 não mais correria temporada completa da Nascar, mas que buscaria duas despedidas: na categoria na qual correu por seis anos, gostaria de participar uma última vez da Daytona 500; e na Indy, nas 500 Milhas de Indianápolis. Entretanto, a busca por uma vaga não tem sido simples.
Danica Patrick ainda não conseguiu vaga para fazer sua despedida (Foto: Nascar)

Os principais times da Nascar já descartaram fornecer um carro para Danica em Daytona. Na Indy, Penske, Andretti e Schmidt-Peterson já haviam afirmado que não cederiam um carro extra para a pilota. Agora, foi a vez da Chip Ganassi.
 
“Nós não estamos mais conversando”, disse Lauletta à rádio SiriusXM Nascar. “Acho que teria feito sentido, e nós conversamos se ela queria fazer as duas corridas, a Daytona 500 e a Indianápolis 500”, seguiu.
 
“No fim, não conseguimos encontrar uma solução que funcionasse para as duas partes”, explicou. “Ficaremos focados na tarefa que temos em mãos. Nós temos dois carros que estavam sendo testados em Sebring ontem”, lembrou.
 
“Vamos ficar focados nisso ao invés de reunir um esforço temporário e não fazer isso no padrão que gostaríamos”, frisou. “Então acho que vocês não verão isso acontecer em 2018 conosco”, concluiu.
 
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018