Herta pede desculpas após sugerir que apenas “tiro na cabeça” é motivo de punição na Indy

Indy confirma reprimenda a Colton Herta após reunião entre as partes na segunda-feira (10), dia seguinte ao GP de Road America

Colton Herta pediu desculpas à Indy e a “todos que se sentiram ofendidos” depois do piloto questionar a falta de punições na categoria. Tocado em duas oportunidades no GP de Road America, vencido por Will Power, o norte-americano declarou ao site Frontstretch que teria de “pegar uma arma e atirar na cabeça de alguém. Esse deve ser o único modo de ser punido nesse campeonato”.

A largada do GP de Road America foi atribulada. Um caos generalizado após Marcus Armstrong ter acertado Linus Lundqvist, companheiro de Ganassi e pole-position da corrida. Ambos rodaram na saída da curva 1, o que trouxe consequência aos demais. Josef Newgarden acabou tocando em Herta, que caiu para as últimas posições. Apenas Armstrong foi punido por toda a confusão.

Logo na relargada, Lundqvist bateu no piloto da Andretti, que rodou na saída da curva 2, ocasionando bandeira amarela. O lance foi julgado como de corrida.

Dias após reclamar da direção de prova, Herta se desculpou sobre as falas proferidas no domingo. Apontou que não existem justificativas pelo episódio, mas destacou que imaginava que não se tratava mais de uma entrevista e, sim, de um bate-papo informal com o jornalista.

Colton Herta reclamou da direção de prova em Road America (Foto: IndyCar)

“Tenho de pedir desculpas, em primeiro lugar. Você tende a dizer coisas quando está no calor do momento, quando acaba de sair do carro. Essa é daquelas que me arrependo de falar. Não é justificativa sair do carro e ficar furioso, pois deveria saber disso. Peço desculpas à Indy e para todos que ofendi”, comentou Herta.

“Tenho muito respeito pelo o que eles [comissários] fazem. É um trabalho difícil e sei que não serão todos os lances que vou estar de acordo com o que aconteceu. Esses foram alguns dos casos. Foi algo que ficou fora de contexto, uma daquelas coisas que é um saco”, completou.

Com a alta temperatura dos bastidores, sobretudo após o caso de discurso de ódio e ameaças de morte que envolveram Théo Pourchaire e Agustín Canapino, que ainda respinga sobre o argentino, a Indy também se manifestou com relação às declarações de Herta ao Frontstretch.

“Os comentários de Colton Herta na sequência da corrida em Road America foram lamentáveis e decepcionantes. Representantes da Indy se encontraram com Colton na segunda-feira (10) e expressaram o desagrado da categoria e a expectativa de que seus pilotos mantenham padrões mais elevados e adequados em comentários públicos. Colton lamentou muito e pediu desculpas, e entende que qualquer outra opinião desse tipo será tratado de forma adequada e com rapidez”, finalizou.

Indy retorna em duas semanas com o GP de Laguna Seca, que acontece no circuito localizado em Monterey, na Califórnia, no dia 23 de junho, também com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.