Com classificação para 500 Milhas de Indianápolis ainda em risco, Bia diz que tentou "tirar o máximo"

Pilota da Dale Coyne não conseguiu se colocar entre os 24 mais rápidos do Pole Day e ficou apenas na 28ª posição. O resultado obriga a brasileira a disputar o Bump Day, que definirá as posições do 25º ao 33º, e eliminará um dos concorrentes

 
Bia Figueiredo não teve uma tarde feliz em Indianápolis. A brasileira sofreu com o desempenho de seu carro e fechou o dia em uma apagada 28ª posição – ficando fora, portanto, da lista de 24 pilotos já classificados para as 500 Milhas.
 
A pilota da Dale Coyne chegou a usar duas de suas três tentativas para conseguir entrar no grupo dos mais rápidos do dia, mas fracassou nas duas ocasiões.
Bia terá que disputar o Bump Day neste domingo (19) (Foto: Carsten Horst/Grande Prêmio)
As imagens do Pole Day na galeria exclusiva do GRANDE PRÊMIO
Veja o grid de largada ilustrado das 500 Milhas de Indianápolis
Mais fotos do Pole Day
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
Minuto a minuto, a classificação para a 97ª edição da Indy 500

Ao ser questionada se a instabilidade climática chegou a ser um empecilho no trabalho realizado ao longo de toda a semana no acerto do carro, Bia admitiu que, sim, este foi um dos empecilhos em seu mau resultado.

 
"Às vezes sim, na verdade. A temperatura muda, o clima muda. Estávamos tentando tirar o máximo", explicou a paulistana. 
 
"Achei que estávamos um pouco melhor pela manhã. Perdemos um pouco de ritmo. Mas estamos tentando voltar de novo e praticar mais, para então ver onde estamos", completou.
 
Bia participará do Bump Day neste domingo (19). A sessão definirá as posições de largada do 25º ao 33º e eliminará um dos 34 inscritos para as 500 Milhas de Indianápolis.
 
Caso não consiga se classificar, a brasileira pode ver encerrada sua trajetória na Indy, já que seu contrato com a Dale Coyne expira logo após a prova.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube