Começo de ano perfeito de Pagenaud cala críticos e serve de base para título incontestável na Indy

Simon Pagenaud decepcionou na sua primeira temporada na Penske, em 2015. No ano seguinte, a história mudou completamente: uma sequência excelente de resultados nas primeiras cinco provas do calendário serviu para calar os críticos. Após a decisão de Sonoma, não há como duvidar do merecimento do francês

A temporada 2016 da Indy teve um dono desde o início. É evidente que o esforço de Will Power e sua bela recuperação merecem ser exaltados, mas não tinha como Simon Pagenaud deixar 2016 de mãos abanando. O francês, em seu segundo ano de Penske, é campeão da Indy.

 
Rei absoluto das poles no campeonato – foram sete incluindo a da decisão em Sonoma -, Pagenaud também foi quem subiu mais vezes no lugar mais alto do pódio, vencendo cinco provas, mais do que o rival Power. Destacam-se também os oito pódios conquistados pelo gaulês durante o ano.
 
Aliás, Pagenaud conseguiu dar uma resposta catégorica aos seus críticos. Muito badalado pelos anos de sucesso com a modesta Schmidt Peterson, o francês sofreu horrores em seu primeiro ano de Penske e chegou ver muita gente até pedindo sua saída. O que ele precisava era tempo, confiança, entrosamento com a nova casa.
Simon Pagenaud (Foto: IndyCar)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

E tudo isso veio bem cedo em 2016. Se formos analisar friamente a temporada da Indy, em momento algum Pagenaud saiu do radar do título. É claro que seus resultados após a sexta etapa caíram um bocado, mas nada que pudesse colocar em risco a sua bela campanha.
 
O título começou a se desenhar logo de cara. Beneficiado por um grande carro, Pagenaud já começou 2016 chegando em segundo em São Petersburgo. O resultado se repetiu em Phoenix, com o francês indo ao pódio em um oval, seu ponto destacadamente fraco.
 
Depois, uma sequência inacreditável escancarava que Pagenaud seria o homem a ser batido em 2016. Após desencantar em Long Beach, o francês também venceu no Alabama e no GP de Indianápolis, chegando às 500 Milhas de Indianápolis com cinco vitórias em cinco provas e três triunfos consecutivos.
 
Dali para frente, o rendimento caiu, mas nada que comprometesse tanto. Em meio a resultados medianos, um grande segundo lugar na corrida 2 de Detroit e um quarto posto em Iowa, mais um oval em que se destacava.
Simon Pagenaud abriu vantagem no começo do ano (Foto: IndyCar)
Quando a vantagem para Power caía, já que os resultados eram apenas medianos e os do australiano eram fantásticos, chegava a vez da Indy passar por Mid-Ohio. E os dois duelaram. E Pagenaud cresceu. Bateu o adversário, ganhou a prova e voltou a ampliar a dianteira.

Nem o 18º lugar em Pocono somado à vitória de Power mudou a história da temporada. Quarto no Texas e sétimo em Watkins Glen, Pagenaud chegou em Sonoma apenas para completar o que já estava encaminhado. E assim o fez, vencendo e abocanhando o título.

 
Matematicamente, Pagenaud é campeão por aquilo que fez nas cinco primeiras provas do campeonato. Psicologicamente, sai com a taça pela maturidade que teve para lidar com a pressão que Power colocou ao reagir, por saber ser agressivo na hora em que era preciso e por não ter abusado da cautela em momento algum.
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube