“Contente por abrir semana”, Alonso vê McLaren “muito atrás do ideal” após primeiro dia de treinos da Indy 500

Fernando Alonso não teve um grande primeiro dia de treinos livres na semana da definição do grid de largada para as 500 Milhas de Indianápolis. O bicampeão mundial de Fórmula 1 tem esperança de ficar mais na pista nos próximos dias

O primeiro dia de treinos livres da semana no Indianapolis Motor Speedway aconteceu na última terça-feira (14). Fernando Alonso esteve lá, mas não conseguiu mostrar grande ritmo e deu apenas 50 voltas. A expectativa dele é que as coisas comecem a clarear a partir da quarta-feira.

 
Alonso teve de ficar demasiado tempo nos boxes, sobretudo na parte da tarde, para ajustes de regulagens. Para uma equipe própria que conta com a apenas um carro, como é o caso da McLaren, é um problema não poder colher informações com um longo programa. 
 
"Tivemos um dia complicado, especialmente na sessão da tarde – a manhã foi boa. Sempre é um elemento importante com essas duas semanas de treinamentos que começaram hoje. Espero que amanhã seja mais tranquilo, com mais voltas. Em geral estou contente por começar a semana", avaliou.
Fernando Alonso (Foto: IndyCar)

"Ainda temos muito a fazer. Estamos muito atrás de um programa ideal: precisamos de informações do carro, regulagens, não temos nada disso. Perdemos um tempo valioso hoje e precisamos recuperar amanhã", seguiu. 

 
"Espero rodar muito, recuperar todo o tempo e quem sabe também andar em grupos e em tráfego para obter informações dos pneus e do consumo de combustível. Esperamos que consigamos fazer muito disso amanhã", finalizou.
 
Além das 50 voltas – Spencer Pigot, por exemplo, somou 128 para a Carpenter -, Alonso terminou 0s978 atrás do líder Will Power.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar