Conway lamenta ter usado push-to-pass na hora errada e perdido chance de passar Jakes em Detroit

O substituto de Bia Figueiredo disse que usou o push-to-pass cedo de mais para tentar passar James Jakes e por isso foi obrigado a se contentar com o terceiro posto na corrida 2. Além disso, também destacou o desgaste físico

Mike Conway voltou a ser o piloto dominante na segunda bateria da etapa da Indy em Detroit. Entretanto, ao contrário do sábado, quando conquistou a vitória, o britânico foi obrigado a se contentar com a terceira colocação, neste domingo (2), ao se perder na estratégia durante o final da prova.

Tendo sido obrigado a parar quando ainda faltavam mais de 20 voltas, Conway viu Simon Pagenaud e James Jakes o ultrapassarem na base da tática. Por isso, o piloto precisou acelerar ao máximo até a bandeirada para tentar recuperar as posições perdidas.

Mike Conway parou cedo demais no último pit-stop (Foto: Chris Owens/Indy)

“Minha estratégia após a última parada foi acelerar o tempo todo, o mais rápido que eu podia. Eu realmente forcei muito no começo do último stint, e isso podia ter danificado os pneus, mas eles estavam bons no final”, declarou o substituto de Bia Figueiredo.

E a tática quase deu resultado. Conway colou em Jakes, mas mesmo assim não conseguiu superá-lo. “Eu estava alcançando James, podia vê-lo com os pneus vermelhos. Achei que eles poderiam se degradar até o final, e foi isso o que aconteceu. Então eu usei meu último push-to-pass, mas talvez tenha sido uma volta antes do ideal. E isso foi tudo. Não consegui me aproximar o bastante”, lastimou o piloto.

O britânico, por fim, reconheceu que o desgaste físico foi um dos fatores do fim de semana. Tendo disputado apenas outra etapa da categoria neste ano, o piloto da Dale Coyne afirmou que não teve tempo para respirar durante a prova e, quando a adrenalina baixar, vai sentir todo o cansaço acumulado.

“Foi uma corrida dura, onde foi preciso acelerar ao máximo o tempo todo, especialmente nas relargadas. Não houve tempo para relaxar e, com as entradas do safety-car, você sabe que precisa desse tempo para respirar e baixar o batimento cárdico. Mas eu me sinto bem, com muita adrenalina, mas tenho certeza que estarei acabado esta noite”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube