Depois do forte acidente que sofreu em Fontana, Aleshin segue internado e apresenta estado grave, mas estável

Depois de exames detalhados no hospital, Mikhail Aleshin foi diagnosticado com fraturas nas costelas, na clavícula direita, além de uma concussão e lesões no peito. O estado do piloto é grave, porém estável

A cobertura completa do GP de Fontana no GRANDE PRÊMIO
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens desta sexta-feira de Indy em Fontana

O russo Mikhail Aleshin está em estado grave, mas estável depois do sério acidente que sofreu na noite desta sexta-feira (30) em Fontana, durante o segundo treino livre da Indy. O piloto rodou na entrada da curva 4, bateu em Charlie Kimball e atingiu na sequência o muro de proteção com violência.

Logo após a batida, o russo foi levado de helicóptero para o Loma Linda Hospital. Ele chegou alerta e consciente. Exames detalhados, entretanto, mostraram que o piloto sofreu múltiplas lesões em razão da forte batida.

Mikhail Aleshin segue internado (Foto: IndyCar)

"O piloto foi diagnosticado com fraturas nas costelas, na clavícula direita, além de uma concussão e lesões no peito. Ele está sendo atendido, o estado é grave, mas estável", afirmou o médio consultor da Indy, o Dr. Terry Trammell, em comunicado.

O acidente aconteceu já na parte final da sessão noturna e provocou o fim antecipado das atividades. Ryan Briscoe liderava o treino, à frente de Scott Dixon e Will Power. Kimball, também envolvido no acidente, foi levado ao centro médico da pista californiana e liberado em seguida.

As 500 Milhas de Fontana encerram a temporada 2014 da Indy. O oval ainda será palco da decisão do título entre Helio Castroneves, que larga da pole, Power, que sai em penúltimo, e Simon Pagenaud, o 13º do grid.

Veja o acidente de Aleshin durante o treino livre 2 em Fontana:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube