Indy

Dixon sobra e comanda primeiro treino livre da rodada dupla de Detroit. Pagenaud é 12º

O primeiro treino livre para o GP de Detroit teve Scott Dixon muito rápido e sobrando em cima dos demais. O neozelandês colocou a Honda e a Ganassi na frente do resto, com Will Power em segundo. Simon Pagenaud foi apenas o 12º

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo
O primeiro treino livre do GP de Detroit não teve uma montadora com grande vantagem, mas, sim, um piloto. Nesta sexta-feira (31), Scott Dixon sobrou para cima do resto do grid e, com 1min16s742, cravou a melhor volta da atividade que abriu o final de semana de rodada dupla.

Provando o equilíbrio inicial entre equipes e fabricantes, Will Power colocou a Penske e a Chevrolet em segundo, tomando 0s346 de Dixon. O revezamento seguiu com Ryan Hunter-Reay, Josef Newgarden e Graham Rahal completando o top-5.

Vivendo um ano repleto de altos e baixos, Colton Herta teve mais um momento positivo em sexto com a Harding. Zach Veach e Alexander Rossi, provando a força da Andretti, ficaram logo atrás, com Spencer Pigot e Takuma Sato fechando o grupo dos dez mais velozes.

Líder do campeonato após um maio perfeito, Simon Pagenaud foi 12º no TL1, na frente de um Sébastien Bourdais que manteve a instabilidade e provocou a única bandeira vermelha. Tony Kanaan foi 17º e Matheus Leist ficou em 22º.
Scott Dixon liderou o TL1 em Detroit (Foto: IndyCar)
Saiba como foi o TL1 em Detroit
 
O primeiro treino livre do GP de Detroit começou um pouquinho depois do horário programado, com a bandeira verde saindo às 12h (em Brasília). Pato O'Ward foi o primeiro a sair para a pista, ainda virando bem alto em 1min34s. A pista, então, foi enchendo progressivamente, ainda que a passos lentos.
 
Foi pelas mãos de Will Power que os tempos começaram a cair mais consideravelmente e o australiano não demorou muito para estabelecer 1min18s096. Graham Rahal e Alexander Rossi, também rápidos, superaram Felix Rosenqvist e Santino Ferrucci para formarem o que era o top-5 nos primeiros 15 minutos de atividade.
 
Naquele momento, a vantagem de Power para os demais estava bem grande, ali em cerca de 0s9 e 1s. Mas os próprios Rossi e Rahal trataram de mudar isso. O piloto da RLL virou 0s07 acima do australiano, enquanto o californiano da Andretti foi para a ponta, cravando 1min17s888.
Colton Herta voltou a andar bem (Foto: Indycar)
Rahal não precisou de muito tempo para destronar Rossi com 1min17s7, mas logo teve companhia. Josef Newgarden virou ligeiramente mais lento, enquanto Takuma Sato e um surpreendente Zach Veach o batiam. Veach virava líder com 1min17s650.
 
Em duas voltas, Power voltava ao jogo, primeiro virando em 1min17s5 e, depois, com 1min17s3, batendo até Scott Dixon, que havia surgido para liderar por alguns instantes.
 
Muito bem em Detroit em 2018, Ryan Hunter-Reay apareceu para a brincadeira e cravou 1min17s106, deixando Power, Dixon, Veach e Sato completando o top-5 com 15 minutos para o fim.
 
Quando Dixon começa a aparecer, é ruim de segurar. O neozelandês achou uma volta espetacular, cravando 1min16s742, praticamente o último grande ato antes da pista dar uma bela esvaziada.
 
A Penske estava lá na briga e Newgarden subia para o quinto posto, com Rossi ali em sexto. Rahal, tornando a girar bem rápido, já pulou para terceiro.
 
Aí que Sébastien Bourdais, já com a pista bem vazia, escapou na curva 7 e por ali ficou, chamando a primeira bandeira vermelha, que talvez fizesse o pessoal voltar a atacar o traçado com cinco, quatro minutos pela frente.

Só que, ainda que quase todo mundo tenha ido para a pista, pouquíssimo foi alterado, com Dixon liderando com bastante folga o primeiro treino livre.

Indy 2019, GP de Detroit, TL1:

1 S DIXON Ganassi Honda 1:16.742   13
2 W POWER Penske Chevrolet 1:17.088 +0.346 20
3 R HUNTER-REAY Andretti Honda 1:17.106 +0.364 14
4 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 1:17.198 +0.456 17
5 G RAHAL RLL Honda 1:17.220 +0.478 15
6 C HERTA Harding Honda 1:17.225 +0.483 20
7 Z VEACH Andretti Honda 1:17.467 +0.725 16
8 A ROSSI Andretti Honda 1:17.508 +0.766 16
9 S PIGOT Carpenter Chevrolet 1:17.608 +0.866 14
10 T SATO RLL Honda 1:17.656 +0.914 11
11 P O'WARD Carlin Chevrolet 1:17.679 +0.937 16
12 S PAGENAUD Penske Chevrolet 1:17.709 +0.967 15
13 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 1:17.865 +1.123 11
14 M ANDRETTI Andretti Honda 1:17.879 +1.137 15
15 M CHILTON Carlin Chevrolet 1:17.943 +1.201 12
16 J HINCHCLIFFE SPM Honda 1:18.270 +1.528 11
17 T KANAAN Foyt Chevrolet 1:18.497 +1.755 16
18 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 1:18.608 +1.866 19
19 M ERICSSON SPM Honda 1:18.641 +1.899 17
20 E JONES Carpenter Chevrolet 1:18.686 +1.944 15
21 F ROSENQVIST Ganassi Honda 1:18.687 +1.945 20
22 M LEIST Foyt Chevrolet 1:19.119 +2.377 13
 
 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.