Dixon supera Hunter-Reay por 0s0002 e lidera TL3 com 19 pilotos no mesmo segundo em Long Beach. Castroneves é 11º

O terceiro treino livre da Indy em Long Beach foi para lá de equilibrado. Além de uma diferença de apenas 0s0002 entre Scott Dixon e Ryan Hunter-Reay, 19 pilotos andaram no mesmo segundo. Helio Castroneves foi 11º e Tony Kanaan, com problemas, ficou em 15º

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

O último treino livre da Indy para o GP de Long Beach mostrou que a disputa pela pole tende a ser decidida nos mínimos detalhes. Neste sábado (8), 19 pilotos ficaram separados por menos de 1s, em sessão que acabou comandada por Scott Dixon, que virou 1min07s135.

O equilíbrio foi tanto que Ryan Hunter-Reay terminou em segundo por menos de 0s001, basicamente repetindo a volta de Dixon no estouro do cronômetro. No mesmo décimo do líder neozelandês também apareceram Simon Pagenaud, James Hinchcliffe, Takuma Sato e Graham Rahal.

A Penske também rendeu legal no TL3. Além do terceiro lugar de Pagenaud, o time teve Will Power, Josef Newgarden e Helio Castroneves em sétimo, oitavo e 11º, respectivamente.

O top-10 do último treino livre ainda teve Sébastien Bourdais e Alexander Rossi. Tony Kanaan teve problemas elétricos e só foi à pista no finalzinho de sessão, cravando ainda o 15º tempo.

Scott Dixon foi o mais rápido no TL3 (Foto: IndyCar)

Confira como foi o terceiro treino livre:

O terceiro treino livre da Indy começou pontualmente às 14h45 (em Brasília). Assim como no TL2, não demorou muito para que a pista estivesse tomada de pilotos. Alexander Rossi foi quem começou na frente após duas voltas, mas os tempos foram caindo logo depois.

Graham Rahal foi o primeiro a falar grosso e colocou a RLL na ponta com 1min08s0, seguido de perto por Rossi. Abaixo de 1min09s ainda estavam Takuma Sato e Max Chilton.

Ainda nos minutos iniciais do TL3 veio a primeira bandeira vermelha. Sébastien Bourdais, que venceu em São Petersburgo e vinha andando bem nos outros treinos livres, perdeu o carro e bateu na curva 4. A pausa não foi das maiores e rapidamente os pilotos voltavam para os últimos 35 minutos de preparação para a classificação.

Aí foi a hora de Ryan Hunter-Reay aparecer com dois ótimos giros consecutivos. Primeiro, o americano pulou para terceiro, tomando a dianteira na sequência com 1min07s806. A surpresa vinha na segunda posição com uma volta muito boa de Spencer Pigot, outro que rompia a barreira de 1min08s.

Ryan Hunter Reay mostrou força no TL3 (Foto: IndyCar)

Simon Pagenaud e Rossi, então, começaram a brigar pela ponta. O francês foi para a dianteira primeiro e, depois de uma ótima volta do americano em 1min07s4, recuperou o protagonismo com 1min07s346.

A sessão chegava a sua metade com Pagenaud na frente seguido bem de perto por Rossi e Will Power. Scott Dixon, Bourdais e James Hinchcliffe surgiam para ocupar as posições seguintes, com Rahal, Josef Newgarden, Hunter-Reay e Sato formando junto o top-10. Tony Kanaan, com problemas elétricos, seguia sem tempo.

A Honda recuperava a dianteira com duas pequenas surpresas. Rahal saltou com 1min07s2, mas Hinch veio ainda mais forte, virando 1min07s175. Com Helio Castroneves subindo para sétimo, eram quatro Honda e três Chevrolet no top-7.

Entrando nos dez minutos finais, Dixon melhorou um bocado seu tempo, passando para quarto, mas logo regrediu uma posição com uma excelente volta anotada por Newgarden, que se encaixava entre o neozelandês e Pagenaud.

No apagar das luzes, mais coisa mudou. Kanaan entrou em ação e se colocou no top-15, mas lá na frente a disputa pelo primeiro lugar pegava fogo, com Pagenaud assistindo de camarote Dixon e Hunter-Reay aparecerem separados por míseros 0s0002. No fim das contas, 19 pilotos ficaram no mesmo segundo.

Indy, GP de Long Beach, Grid de Largada:

1 9 SCOTT DIXON NZL GANASSI HONDA 1:07.135   18
2 28 RYAN HUNTER-REAY EUA ANDRETTI HONDA 1:07.135 +0.000 15
3 1 SIMON PAGENAUD FRA PENSKE CHEVROLET 1:07.171 +0.036 17
4 5 JAMES HINCHCLIFFE CAN SCHMIDT PETERSON HONDA 1:07.175 +0.040 13
5 26 TAKUMA SATO JAP ANDRETTI HONDA 1:07.186 +0.051 20
6 15 GRAHAM RAHAL EUA RLL HONDA 1:07.229 +0.094 22
7 12 WILL POWER AUS PENSKE CHEVROLET 1:07.264 +0.129 14
8 2 JOSEF NEWGARDEN EUA PENSKE CHEVROLET 1:07.330 +0.195 15
9 18 SÉBASTIEN BOURDAIS FRA DALE COYNE HONDA 1:07.343 +0.208 17
10 98 ALEXANDER ROSSI EUA ANDRETTI HONDA 1:07.392 +0.257 23
11 3 HELIO CASTRONEVES BRA PENSKE CHEVROLET 1:07.519 +0.384 17
12 83 CHARLIE KIMBALL EUA GANASSI HONDA 1:07.547 +0.412 21
13 7 MIKHAIL ALESHIN RUS SCHMIDT PETERSON HONDA 1:07.558 +0.423 17
14 4 CONOR DALY EUA FOYT CHEVROLET 1:07.604 +0.469 20
15 10 TONY KANAAN BRA GANASSI HONDA 1:07.623 +0.488 5
16 20 SPENCER PIGOT EUA CARPENTER CHEVROLET 1:07.738 +0.603 24
17 27 MARCO ANDRETTI EUA ANDRETTI HONDA 1:07.896 +0.761 15
18 19 ED JONES ING DALE COYNE HONDA 1:08.045 +0.910 19
19 8 MAX CHILTON ING GANASSI HONDA 1:08.073 +0.938 19
20 21 JR HILDEBRAND EUA CARPENTER CHEVROLET 1:08.100 +0.965 24
21 14 CARLOS MUÑOZ COL FOYT CHEVROLET 1:08.169 +1.034 18

 
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube