Dyson Racing e ex-funcionários da Lola enviam projeto de chassis para Indy Lights para 2014, diz site

O projeto enviado à direção da categoria é semelhante ao que a Lola tentou emplacar na Indy, mas foi derrotado pelo Dallara que entrou em ação em 2012

A Indy recebeu mais um projeto de chassi para ser usado a partir da temporada de 2014 da Indy Lights. Este é oriundo da Dyson Racing, com a contribuição de um grupo de ex-funcionários da Lola. O modelo foi apelidado de ‘Hulman’ por seus criadores, homenagem a Tony Hulman e sua família, donos do Indianápolis Motor Speedway e da Indy.

Segundo o site norte-americano ‘Speed.com’, o projeto desenvolvido pelo grupo possui algumas adaptações em relação ao que a Lola apresentou à Indy quando foi aberto o processo para a escolha do chassi utilizado na categoria principal desde o começo deste ano de 2012.

Projeto enviado à Indy Lights é semelhante ao que a Lola fez para a Indy (Foto: Lola)

Ainda de acordo com a reportagem, a Dyson ainda ofereceu uma proposta alternativa à categoria, que permitirá que os chassis sejam repassados às equipes no sistema de ‘leasing’, em vez de acontecer a convencional compra – uma solução que seria mais econômica.

A Dyson é uma equipe que se especializou, nos últimos tempos, em corridas de turismo, mass possuem história nas categorias de monopostos nos Estados Unidos. Vice-presidente da companhia, Chris Dyson se sagrou, junto de Guy Smith, campeão da ALMS em 2011.

Além da proposta da Dyson, a Indy já recebeu propostas de chassis para a Indy Lights Swift e Mygale, e também da Delta Wing. Os motores que serão usados a partir de 2014 serão anunciados no fim de semana da etapa de Baltimore da Indy, marcada para 2 de setembro. Depois disso que a decisão a respeito dos carros será feita.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube