Indy

Em dia marcado por instabilidade climática, Sato lidera treino livre da Indy 500. Alonso tem problema de cara

A chuva foi a grande protagonista do primeiro dia de treinos livres das 500 Milhas de Indianápolis em 2019. Pairando sobre o IMS por toda a tarde, atrasou e encurtou o teste. Takuma Sato foi o mais rápido, enquanto Fernando Alonso sofreu com problemas nas baterias após somente alguns metros

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Menos de 30 minutos haviam passado no relógio quando a Indy suspendeu o primeiro dia de treinos livres para as 500 Milhas de Indianápolis, esta quarta-feira (24). A chuva era uma ameaça desde muito antes do começo, mas caiu de vez quando somente 28 voltas haviam sido feitas. E ficou por cerca de quatro horas, bagunçando todo o esquema planejado e esticando o dia. No fim das contas, Fernando Alonso teve problemas e coube a Takuma Sato a volta mais rápida do dia: 39s649. 
 
O esquema do dia previa as duas primeiras horas, começando às 12h (de Brasília), para os veteranos que disputam a temporada de forma integral. As duas horas seguintes seriam para os novatos e aqueles que vão disputar apenas a Indy 500. Ao fim do dia, as três horas seriam de pista aberta para todos os pilotos. Mas o esquema foi reordenado pela chuva. Duas horas para os veteranos entre 16h30 e 18h30 - que acabou minutos antes pelo retorno da chuva -; até 20h30 andariam os novatos; ao passo que a pista abriria para todos pela meia hora seguinte. Mais chuva, porém, afastou a possibilidade desses 30 minutos de pista aberta para todos.
 
Ed Carpenter liderava o pelotão no momento da paralisação, embora pouca gente tivesse de fato marcado voltas e nenhuma fosse muito significativa. Foi Will Power, já depois do retorno, o primeiro piloto do ano a andar abaixo da marca de 40s. Mas Carpenter retomou a ponteira antes de mais uma nova parada: quando o motor Chevrolet da Carlin de Max Chilton estourou.
Sato e Rahal (Foto: RLL)
Até que surgiu Sato para tomar controle da velocidade nos testes. O piloto da RLL cravou 39s649 e fez o tempo mais rápido com e sem vácuo da parte dos veteranos. 
 
Carpenter ficou com a segunda colocação e teve na sequência Spencer Pigot, Power, Ryan Hunter-Reay, Scott Dixon, Ed Jones, Simon Pagenaud, Sébastien Bourdais, Alexander Rossi, Graham Rahal, Zach Veach, Marco Andretti, Josef Newgarden, James Hinchcliffe, Jack Harvey, Matheus Leist, Charlie Kimball, Max Chilton e, na 20ª colocação, Tony Kanaan. 
 
Cabe uma explicação sobre Kanaan: o piloto da Foyt nem deu volta rápida no IMS neste primeiro treino livre. O campeão de 2004 foi bloqueado por um vazamento de óleo. 


Apesar de um pequeno atraso, o treino dos novatos iniciou pouco depois das 18h45. Logo no começo, Fernando Alonso foi tentar partir para a pista, mas logo lembrou os dolorosos tempos com a McLaren na F1. O carro laranja-papaia fez alguns metros, mas parou no contorno da segunda curva e precisou ser rebocado de volta aos boxes. O problema foi de bateria, então a McLaren começou imediatamente a trabalhar na mudança de softwares no carro.
 
Helio Castroneves e Conor Daly se alternaram na liderança da fase dos novatos, mas logo uma nova bandeira amarela apareceu: culpa de JR Hildebrand, que também precisou ser carregado de volta ao pit-lane. 
 
Lentamente, os pilotos foram completando as fases do teste. Santino Ferrucci, Felix Rosenqvist e Daly foram os primeiros a finalizar todas as três fases, mas eventualmente todos foram conseguindo. 

Nos últimos minutos de atividade, Colton Herta conseguiu pular para a primeira colocação do teste de novatos - com a quinta melhor volta do dia, 39s804. Castroneves, Oriol Servià, Rosenqvist, Daly, Ferrucci, Marcus Ericsson, Hildebrand e Alonso fecharam a fila.
 
O treino acabou por ser interrompido 15 minutos antes do tempo por conta da ameaça de uma tempestade elétrica. Assim ficou pelo caminho um dia extremamente problemático para abrir o mês de maio, ainda que em abril. 

Indy, 500 Milas de Indianápolis, Treino Livre, Resultado Final:

1 T SATO RLL Honda 39.649   32
2 E CARPENTER Carpenter Chevrolet 39.750 +0.101 36
3 S PIGOT Carpenter Chevrolet 39.766 +0.117 41
4 W POWER Penske Chevrolet 39.783 +0.134 40
5 C HERTA Harding Honda 39.804 +0.155 61
6 R HUNTER-REAY Carpenter Chevrolet 39.826 +0.177 32
7 S DIXON Ganassi Honda 39.893 +0.244 40
8 H CASTRONEVES Penske Chevrolet 39.899 +0.250 45
9 E JONES Carpenter Chevrolet 39.895 +0.246 32
10 S PAGENAUD Penske Chevrolet 39.901 +0.252 40
11 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 39.932 +0.283 39
12 A ROSSI Dale Coyne Honda 40.011 +0.362 39
13 O SERVIÀ RLL Honda 40.403 +0.754 38
14 G RAHAL RLL Honda 40.132 +0.483 47
15 Z VEACH Andretti Honda 40.214 +0.565 44
16 M ANDRETTI Andretti Honda 40.304 +0.655 39
17 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 40.352 +0.703 38
18 J HINCHCLIFFE Schmidt Peterson Honda 40.359 +0.710 49
19 J HARVEY Meyer Shank Honda 40.398 +0.749 42
20 M LEIST Foyt Chevrolet 40.418 +0.769 34
21 F ROSENQVIST Ganassi Honda 40.435 +0.786 72
22 C DALY Andretti Honda 40.614 +0.965 56
23 C KIMBALL Carlin Chevrolet 40.619 +0.970 18
24 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 40.790 +1.141 63
25 M CHILTON Carlin Chevrolet 40.799 +1.150 22
26 M ERICSSON Schmidt Peterson Honda 40.837 +1.188 59
27 J HILDEBRAND DRR Chevrolet 40.866 +1.217 42
28 F ALONSO McLaren Chevrolet 41.154 +1.505 29
29 T KANAAN Foyt Chevrolet     3