Em possível despedida, Bia festeja 15ª posição na Indy 500: "Foi o melhor carro que eu já tive aqui"

Apesar de ter largado na 29ª colocação, brasileira conquistou neste domingo (26) seu melhor resultado de sempre em Indianápolis. Diante do fim de seu contrato com a Dale Coyne, pilota permanecerá alguns dias nos EUA para tentar prosseguir na categoria


Bia Figueiredo pode ter feito, em Indianápolis, sua despedida da Indy. O contrato da brasileira com a Dale Coyne se encerrou justamente após a quinta etapa da temporada 2013 da categoria. 
 
Curiosamente, no entanto, apesar do habitual mau desempenho de seu carro, foi justamente neste domingo (26) que a pilota conseguiu seu melhor resultado de sempre na Indy 500: o 15º lugar após largar apenas na 29ª posição pode ser considerado uma vitória.
Bia Figueiredo fechou as 500 Milhas de Indianápolis na 15ª posição (Foto: Carsten Horst)
Nas três participações anteriores, o melhor que Bia conseguiu foi a 21ª colocação na classificação final – resultado que se repetiu em 2010 e 2011.
 
Feliz, a brasileira elogiou sua equipe. "Foi uma corrida difícil. Tive alguns bons duelos na pista. O carro estava ótimo, foi o melhor carro que eu já tive aqui desde sempre", disse.
 
"Aqui, você tem que estar no lugar certo e na hora certa. A equipe fez um grande trabalho, e eu estou muito feliz com tudo", completou.
 
Bia continuará nos EUA e, ao longo dos próximos dias, vai tentar prorrogar seu contrato com a Dale Coyne ou até mesmo fechar com alguma outra equipe para o decorrer da temporada 2013. A situação incerta na carreira da brasileira, no entanto, pode fazê-la mudar de categoria ainda neste ano. A Stock Car é um dos caminhos abertos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube