Em reformulação para temporada 2018, Foyt confirma Kanaan como primeiro piloto no carro #14

Tony Kanaan foi confirmado pela Foyt para ser o grande comandante da equipe na temporada 2018 da Indy. Em reformulação total, o pior time do último campeonato ainda não divulgou o restante da formação, mas já tem tudo engatilhado para o time do brasileiro, que é reforçado com o engenheiro que lhe ajudou no título em 2004 e na vitória na Indy 500 de 2013

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Foyt e Tony Kanaan se juntaram em coletiva em Indianápolis nesta quinta-feira (5) para anunciar a aliança para a temporada 2018 da Indy. Após quatro temporadas de Ganassi, o brasileiro segue para o time de AJ Foyt para ser o principal piloto da esquadra, guiando o carro de número #14.

 
A informação já havia sido confirmada pelo GRANDE PRÊMIO no mês passado. Em vídeo gravado especialmente ao GP, Kanaan fala que é "tempo de mudar" depois de "um dos anos mais difíceis da carreira". Tony, hoje com 42 anos, vai seguir ao menos por mais dois anos na categoria e, na Foyt, chega junto com uma série de novos profissionais que fazem parte da reformulação do time.

“É uma ótima oportunidade para se construir algo e fazer história", disse Kanaan. "O ano de 2018 vai ser um ano muito importante na Indy, pois teremos novos carros e todas as equipes terão o mesmo kit aerodinâmico. Por isso esse é o momento certo para este novo desafio. O AJ e o Larry estão fazendo um grande investimento na equipe, reformulando a parte técnica com engenheiros renomados e promovendo uma renovação interna", afirmou.

"Estão trazendo o #14 para Indianápolis, onde podem contratar melhores mecânicos e ainda continuarão com o suporte da matriz, que fica no Texas. Eles sabem o que precisam para fazer a equipe melhorar e estão contando comigo para alavancar esta mudança,” seguiu.

 
Além da contratação de Tony, a equipe também anunciou a contratação de Eric Cowdin para o cargo de diretor-técnico e engenheiro-chefe. Ex-Penske, Andretti e Ganassi, Cowdin tem um passado vitorioso com Kanaan: foi o engeneiro de corridas do brasileiro durante a temporada do título da Indy Lights, em 1997, da Indy, em 2004, e também nas 500 Milhas de Indianápolis, em 2013. Trabalhando juntos, Kanaan e Cowdin venceram 14 corridas na Indy.
Tony Kanaan (Foto: IndyCar)

“Há alguns anos venho falando com o Tony a respeito dele vir para nosso time, e estou muito feliz que nós conseguimos chegar a um acordo", afirmou o dono da equipe e lenda do automobilismo norte-americano AJ Foyt. "Tony é um guerreiro e tem a mesma vontade e determinação de ganhar que nós temos. Ele é o centro da reestruturação que estamos fazendo na equipe” completou.

Filho de AJ e presidente da equipe, Larry Foyt estendeu os elogios. “Estou extremamente feliz em ter o Tony em nossa equipe. Ele é o tipo de piloto que dá 110% sempre, tanto dentro do carro durante as corridas quanto fora do carro com os patrocinadores. Estou certo que a sua experiência terá um impacto positivo dentro da AJ Foyt Racing,” declarou.

Kanaan expressou sua admiração pelo novo chefe: “Como piloto tudo que você pode querer é ter uma equipe que trabalha ao seu redor e faz as coisas para você. A Foyt está me proporcionando isso, além de um bônus, que é ter um cara como o AJ ao meu lado me dando suporte. Nesse ponto da minha carreira, isso é sensacional. Ele é uma lenda no automobilismo. Estou com 42 anos e toda hora ouço me dizerem que estou ficando velho, mas acabei de ser contratado por um cara que se aposentou das pistas aos 58. Acho que estou no caminho certo”, brincou.

Tony Kanaan (Foto: IndyCar)

A equipe ainda não confirmou o que vai fazer com o carro de número #4. Carlos Muñoz e Conor Daly, que fizeram um trabalho decente pelo equipamento que tinham, seguem no mercado. O GRANDE PRÊMIO entende que nenhum dos dois é prioridade na lista da equipe.


A Foyt, aliás, busca deixar para trás os péssimos desempenhos recentes. Após alguns anos andando no fundo do grid, a equipe definitivamente assumiu o posto de pior time da categoria em 2017, sendo superada pela Dale Coyne em diversos momentos da temporada.
 
Por sua vez, Kanaan também busca melhorar em relação ao que apresentou recentemente. Em 2017, teve seu pior ano de Ganassi, fez apenas um pódio e fechou o campeonato em décimo, mais de 200 pontos atrás do companheiro Scott Dixon.
 
Kanaan vai partir para sua 21ª temporada na Indy e vai vestir as cores de sua sétima equipe na categoria. Tudo começou para o campeão da Indy Lights em 1997 no ano seguinte com a Tasman, mesmo time que defendia na categoria de acesso.
 
De lá, Tony passou pela Forsythe e Mo Nunn até chegar na Andretti, equipe pela qual conquistou o título da Indy em 2004. Depois, Kanaan foi para a KV, equipe modesta pela qual conquistou a Indy 500 de 2013, até chegar, finalmente, na Ganassi, time que defendeu por quatro anos.

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube