Indy
19/08/2018 16:51

Envolvido no acidente de Wickens em Pocono, Fittipaldi lesiona tornozelo afetado por batida no WEC

Pietro Fittipaldi foi um dos pilotos que viraram vítimas por efeito colateral do acidente entre Robert Wickens e Ryan Hunter-Reay. O piloto foi encaminhado para o centro médico para realizar exames no tornozelo direito, o mesmo que fraturou no começo do ano
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro / GABRIEL CURTY, de São Paulo
 Pietro Fittipaldi também se envolveu na batida (Foto: Reprodução)

O acidente assustador que começou com o toque entre Robert Wickens e Ryan Hunter-Reay na relargada das 500 Milhas de Pocono deste domingo (19) também pegou Pietro Fittipaldi. O piloto acabou envolvido na confusão e bateu com certa força. De acordo com o chefe Dale Coyne, ele voltou a machucar o tornozelo que fraturou neste ano.
 
De acordo com Coyne, o piloto saiu do carro para a checagem médica e exames de imagem para ver do que se tratava a dor.
 
"A pancada fez o Pietro machucar o tornozelo direito, então ele ainda está fazendo algumas radiografias. Não acho que tenha quebrado novamente, mas ele está passando pelos cuidados necessários", disse Dale Coyne. 
Pietro Fittipaldi também se envolveu na batida (Foto: Reprodução)
"Foi um acidente de primeira volta, pneus ainda frios, então o Hinch apareceu ali na frente dele e não teve o que fazer", completou.

O próprio piloto falou sobre o assunto na sequência, após ser liberado do centro médico - assim como James Hinchcliffe, outro envolvido. Segundo ele, não há fratura.

"Fiquei com um pouco de dor pela batida, mas não quebrei nenhum osso ali, então estou 100%, ainda bem. Não consegui ver nada direito, tinha muita fumaça, muito detrito ali. Tentei tirar o pé, mas acertei Hinch por dentro, não teve jeito. Agora é deixar isso para trás, tenho ainda mais três corridas pela frente e espero fazer meu melhor, buscar resultados", comentou Pietro.
 
Pietro fraturou o tornozelo nos treinos para as 6 Horas de Spa-Francorchamps, quando estreava no Mundial de Endurance. Foi esse acidente que fez com que ele não participasse das 500 Milhas de Indianápolis.

A maior preocupação, entretanto, foi com o estado de Wickens. Segundo Curt Cavin, vice-presidente de comunicações da Indy, o canadense estava consciente quando foi encaminhado ao hospital.