Enzo Fittipaldi realiza teste com Dale Coyne e reforça possível mudança para Indy em 2024

De acordo com o site da revista americana Racer, Enzo Fittipaldi vai testar com a Dale Coyne no início de novembro. A sessão acontecerá em Sebring juntamente com a RLL, que assinou com o irmão do piloto, Pietro Fittipaldi, para a temporada 2024 da Indy

Após o anúncio de Pietro Fittipaldi para disputar a temporada 2024 da Indy pela RLL, quem se prepara para andar com um carro da categoria é o caçula. Enzo Fittipaldi, que compete atualmente na Fórmula 2, está programado para um teste com a Dale Coyne.

A informação é do site da revista americana Racer desta sexta-feira (27). O teste de Enzo com a Dale Coyne, aliás, será junto com o da RLL de Pietro, no início de novembro em Sebring. Segundo a publicação, ainda não é certo se a presença em um teste na Indy indica uma possível mudança de categoria em 2024, mas entende-se que a família Fittipaldi tem interesse em ver os irmãos correrem juntos.

Relacionadas


Há outro fator que reforça uma possível mudança de rota na carreira de Enzo: hoje integrante do Red Bull Junior Team, o programa de jovens pilotos da equipe, o caçula dos Fittipaldi não representará mais os taurinos na F2 no ano que vem. Segundo o consultor do time austríaco, Helmut Marko, apenas Isack Hadjar e Josep María Martí vestirão as cores da Red Bull na categoria que antecede a Fórmula 1 em 2024.

Fittipaldi chamou bastante atenção em sua primeira temporada completa na F2 ao conquistar seis pódios com a modesta Charouz. A performance o levou direto para a vice-campeã Carlin. De quebra, ainda passou a ser um dos nomes da academia da Red Bull, porém o início do campeonato foi mais difícil que o esperado, com Enzo tendo problemas para classificar entre os dez melhores. O ponto alto, no entanto, foi a vitória na corrida sprint em Spa-Francorchamps, seu melhor final de semana. Na corrida principal, Enzo ainda foi ao pódio em terceiro.

Enzo, que venceu pela primeira vez na F2 na Bélgica, é um dos jovens na Academia Red Bull (Foto: F2)

Quanto a Pietro, a primeira passagem pela Indy foi justamente com a Dale Coyne, em 2018, competindo em seis provas do campeonato. Em 2021, o mais velho retornou ao time para disputar três ovais — inclusive as 500 Milhas de Indianápolis — no lugar de Romain Grosjean. Último brasileiro a competir na F1, Fittipaldi passou 2023 competindo no Mundial de Endurance, pela equipe Jota na classe LMP2, conciliando a temporada com o posto de reserva na Haas.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.