Filhos de Roger Penske são presos por suposto arrombamento a iate clube em Massachussets

Jay Penske, dono da equipe Dragon na Indy, e seu irmão, Mark, foram presos, na madrugada desta quinta-feira (9), no condado de Nantucket, no nordeste dos Estados Unidos. As acusações são de arrombamento e invasão durante a noite com a intenção de cometer um delito

O nome da família Penske amanheceu nas páginas policiais nesta quinta-feira (9). Jay e Mark Penske foram presos no condado de Nantucket, no estado de Massachussets por um suposto arrombamento a um iate clube, segundo a publicação local 'The Inquirer and Mirror'. Eles são filhos de Roger Penske, dono de uma das principais equipes da Indy.

Jay, 33, que, assim como seu pai, também é dono de uma equipe na Indy, a Dragon, e Mark, 35, foram abordados pela polícia local pouco antes das 2h. A dupla de irmãos passou a noite na delegacia e foi acusada de arrombamento e invasão durante a noite com a intenção de cometer um delito.

Jay Penske e seu irmão foram presos por um suposto arrombamento na ilha de Nantucket (Foto: IndyCar/LAT USA)

Nantucket é uma pequena ilha que fica a 48 km da costa de Massachussets, estado localizado no nordeste dos Estados Unidos. Seus pais, Roger e Kathy, possuem uma casa de frente para o mar na localidade.

A Dragon, equipe de posse de Jay, é o time pelo qual competem Sébastien Bourdais e Katherine Legge, respectivamente, 24º e a 26º colocados no campeonato da Indy.

Depois de começar o ano com motores Lotus, o time mudou para os propulsores da Chevrolet nas 500 Milhas de Indianápolis e, desde então, seus pilotos têm se revezado ao volante. Nesta semana, porém, foi anunciado que, a partir da etapa de Sonoma, marcada para o próximo fim de semana, o time voltará a alinhar dois carros no grid.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube