Indy
17/09/2018 15:25

Fittipaldi lamenta estratégia de paradas errada em Sonoma e analisa: “Tinha carro para top-10”

Pietro Fittipaldi andou boa parte do GP de Sonoma no top-10, mas acabou perdendo posições por ter feito a última parada nos boxes muito cedo. Assim, chegou em 16º na final da temporada
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Pietro Fittipaldi (Foto: IndyCar)
Pietro Fittipaldi não conseguiu repetir o top-10 do GP de Portland em Sonoma, mas teve um ritmo bastante competitivo durante boa parte da corrida. O brasileiro explicou que perdeu as chances de um grande resultado por ter feito a última parada nos boxes muito cedo.
 
Pietro não escondeu a frustração com a 16ª posição, lembrando que esteve dentro do top-10 durante boa parte da corrida, inclusive já na reta final da prova no misto californiano.
 
"Estou desapontado. O carro era rápido, estivemos no top-8 em determinado momento, mas paramos muito cedo e tivemos que poupar combustível até o final da corrida. Perdemos muitas posições por isso", disse. 
Pietro Fittipaldi chegou em 16º em Sonoma (Foto: IndyCar)
Fittipaldi destacou o aprendizado com a situação, ainda que entenda que poderia, sim, ter voltado ao top-10. Seus companheiros de Dale Coyne, Sébastien Bourdais e Santino Ferrucci, foram sexto e 11º, respectivamente.
 
"Um azar, mas também ganhei experiência nesta situação. Consegui completar a corrida, mas acho que tínhamos carro para chegar ao top-10 se as coisas tivessem sido diferentes", avaliou.
 
Fittipaldi fez apenas seis corridas em seu ano de estreia na Indy e conquistou um top-10 em Portland. O brasileiro fechou em 26º com 91 pontos conquistados.