FOTO: Herta mostra mãos queimadas graças ao calor e aeroscreen em Indianápolis

Sob calor de 31ºC, os pilotos foram para a pista no treino livre de Indianápolis. E a mistura da alta temperatura com o aeroscreen causou queimaduras nas mãos de Colton Herta

Após passar no teste da primeira corrida, no Texas, o aeroscreen causou problemas em Indianápolis para os pilotos da Indy, especialmente para Colton Herta, que mostrou queimaduras nas mãos durante o treino livre desta sexta-feira (4).

Sob calor de 31ºC, os pilotos foram para a pista para o único treino livre do fim de semana. Colton Herta mostrou para as câmeras como ficaram suas mãos após algumas voltas no circuito misto de Indianápolis, com muita vermelhidão e algumas bolhas nos dedos. Apesar disso, ele continuou normalmente na sessão.

O aeroscreen é uma novidade da Indy para a temporada 2020, visando aumentar a segurança dos pilotos. A estreia oficial aconteceu na etapa do Texas, quando os pilotos fizeram muitos elogios, apesar do calor que se aproximou dos 38ºC. Desde o início dos testes com o dispositivo, havia a preocupação de que ele aumentasse a temperatura do cockpit para os pilotos, por conta da proteção fechada.

Colton Herta mostra mãos queimadas durante treino (Foto: Reprodução/DAZN)

Na época, Jay Frye, presidente da categoria, comentou sobre a exigência para que todas as equipes corressem com aparelhos de resfriamento do cockpit ao longo do fim de semana.

Também no Texas, os pilotos encararam o desafio de correr com o aeroscreen sob iluminação artificial de luzes, pois a corrida começou no fim da tarde e terminou durante a noite.

“Nada de negativo aconteceu. Visualmente, corremos durante o dia, no anoitecer e durante a noite, passamos o dia inteiro lá. Então, para mim, foi um teste completo”, disse o dirigente após a abertura do campeonato.

Paddockast #67 | Barrichello melhor que Schumacher?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube