Frustrado, Rahal reclama de carro “miseravelmente ruim”, mas garante: “Nada apaga o grande ano que tivemos”

Graham Rahal não conseguiu manter o nível de boas atuações das corridas anteriores e foi apenas 18º em Sonoma. Assim, o americano da RLL fechou a temporada 2015 da Indy na quarta colocação

Graham Rahal não conseguiu terminar bem a temporada 2015 da Indy. O americano, que chegou em Sonoma como vice-líder, teve rendimento fraco do carro, foi acertado por Sébastien Bourdais e terminou apenas em 18º. O americano reclamou do carro, mas garantiu que, mesmo frustrado, não poderia esquecer o quão bom foi seu ano.
 
Rahal fez duras críticas ao carro e lembrou que a RLL foi mal justamente na corrida decisiva, com pontuação dobrada.
 
“Obviamente foi um dia bem frustrante. O carro estava miseravelmente ruim hoje, muito ruim e eu não sei o motivo. Fomos bem e estivemos fortes em todos os outros mistos, mas nós fomos escolher justamente o pior dia para ir mal”, disse.
A expressão de Rahal já indicava como o campeonato terminaria (Foto: IndyCar)
Mesmo se mostrando frustrado com o que apresentou junto do time na Califórnia, Rahal garantiu que, de jeito algum, seu grande campeonato foi apagado.
 
“De qualquer maneira, isso nem de perto apaga o grande ano que nós tivemos. O ano foi simplesmente fenomenal. Mostramos àqueles que duvidam de nós que eles estavam errados. Mostramos que podemos competir com qualquer um, não vejo a hora do próximo campeonato começar para fazer tudo de novo”, falou.
 
Assim como o vice-campeão Juan Pablo Montoya, Rahal não aprovou a aplicação da pontuação dobrada em Sonoma.
 
“Eu apenas acho que nenhuma corrida deveria ter pontuação dobrada”, completou.
 
Rahal terminou sua grande temporada na quarta colocação. Com duas vitórias, o americano acumulou 490 pontos, ficando 66 tentos atrás de Scott Dixon e Montoya. 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube