Indy
28/09/2018 13:26

Ganassi confirma saída de Jones e anuncia Rosenqvist como companheiro de Dixon para temporada 2019

A Ganassi enfim anunciou o parceiro de Scott Dixon para a temporada 2019. Nesta sexta-feira (28), a equipe confirmou o nome de Felix Rosenqvist para assumir o carro #10 no próximo campeonato. O sueco vai substituir Ed Jones na tradicional equipe
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Felix Rosenqvist (Foto: Reprodução)
A Ganassi aproveitou a sexta-feira (28) para fazer um grande anúncio. Dando razão aos rumores que circularam nas últimas semanas, a equipe confirmou o nome de Felix Rosenqvist para a temporada 2019, fazendo par com o atual campeão Scott Dixon e substituindo Ed Jones.
 
A informação não chega a ser uma surpresa, já que tem rolado nos noticiários faz algum tempo. No final de agosto, o site ‘Racefans’ já havia dado o acordo como certo.
 
Aos 26 anos, o piloto tem uma larga experiência no automobilismo. Além de ter passagens pela F3 Europeia, onde conquistou o título em 2015, e DTM, em 2016, correu a Indy Lights pela Belardi - venceu três corridas. Também venceu no tradicional GP de Macau.
Felix Rosenqvist ou Ronald Golias (Foto: Mahindra)
Atualmente, Rosenqvist estava competindo na Fórmula E, defendendo a Mahindra. No campeonato 2017/18, ficou com a sexta colocação, após brigar pelo título com Jean-Éric Vergne e Sam Bird por boa parte do campeonato, mas cair de rendimento, até por problemas no carro da Mahindra, na reta final.
 
“Dizer que estou muito animado ou emocionado em dar este passo em minha carreira seria ser repetitivo. Vir para a Indy e pilotar para Chip [Ganassi] é um sonho que se torna realidade. Eu acompanho essa equipe por mais tempo que posso lembrar. Esse é o time e dono que qualquer piloto quer ter”, falou.
 
“Scott teve mais uma tremenda temporada com três vitórias e seu quinto título, então você não pode pedir absolutamente mais nada em um companheiro. Mal posso esperar para contribuir para o time e passar mais tempo com todos”, ressaltou.
 
“Felix se familiarizou com nossa equipe e trabalhou conosco um pouco antes de testar em algumas ocasiões. Todos da equipe ficaram impressionados com sua habilidade. O momento é o correto em coloca-lo no #10, e acredito que represento muitas pessoas quando digo que estamos confiantes sobre o que ele pode fazer na próxima temporada”, falou Chip Ganassi, dono do time.

Com a confirmação, ainda resta saber se Felix vai se dividir entre a Indy e a Fórmula E ou dar prioridade exclusiva para a categoria norte-americana. A Indy começa a temporada 2019 no dia 10 de março, em São Petersburgo.