Ganassi enfim confirma renovação de Chilton para temporada 2017 e mantém quarteto intacto

Max Chilton vai mesmo ficar mais um ano com a Ganassi. A equipe confirmou a renovação de contrato com o piloto inglês, mantendo assim seu quarteto de 2016 intacto para a próxima temporada

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Depois de uma negociação longa, Max Chilton e a Ganassi renovaram o vínculo para 2017. O britânico, que passou dois anos na F1 com a Marussia, foi confirmado nesta quarta-feira (7) para mais uma temporada no comando do carro #8.

A Ganassi foi uma das grandes decepções da temporada 2016 da Indy. Quase sempre atrás da grande rival Penske, a equipe de Chip Ganassi prometeu se reinventar para 2017. A grande mudança, porém, vai ser mesmo o uso de motores e kits aerodinâmicos da Honda, já que o quarteto de pilotos segue intacto.

Além de Chilton, a Ganassi resolveu manter também os veteranos Scott Dixon e Tony Kanaan, além de Charlie Kimball, figurinha carimbada na equipe há anos.

Max Chilton vai ter mais um ano para mostrar seu talento na Ganassi (Foto: IndyCar)

O desempenho de Chilton foi extremamente fraco em seu primeiro ano de Indy. Após viver alguns bons momentos na Indy Lights com direito a um triunfo no oval de Iowa, o britânico nunca mostrou ter ritmo para acompanhar os rivais e fechou 2016 com apenas dois top-10 e um sétimo lugar em Phoenix como o melhor resultado.

"Acho que nós conseguimos ter um bom ano de calouro com a Ganassi. Eu já consegui aprender muita coisa. O pelotão é muito equilibrado, então os pilotos da frente e de trás são separados por muito pouco, o que deixa a disputa muito apertada. Já com um ano de experiência, vou entender melhor o carro e os circuitos, já me adaptei. Agora o objetivo é brigar por resultados melhores e vitórias", disse o piloto.

No fim das contas, no somatório geral dos pontos, o inglês de 25 anos só foi melhor que o compatriota Jack Hawksworth entre os pilotos que estiveram em todas as corridas da temporada. 

O grid de 2017 da Indy está cada vez mais perto de ser fechado. Resta ainda a vaga única na KV, além da definição de quem vai dividir o carro #20 com Ed Carpenter, guiando nos circuitos mistos e de rua.

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube