Harding anuncia novo acordo com Chaves e confirma participação em temporada completa da Indy em 2018

Gabby Chaves defendeu a Harding Racing em três provas da temporada 2017 da Indy, todas em circuito oval: foi quinto no Texas, 15º em Pocono e nono nas 500 Milhas de Indianápolis. Agora, aos 24 anos, o colombiano recebe a chance para disputar um ano completo pelo time chefiado por Mike Harding e vai levar o numeral #88

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Indy vai contar com mais uma equipe full time na temporada 2018: a Harding Racing. O time comandado por Mike Harding e presidida pelo diretor de corridas da categoria, Brian Barnhart, anunciou nesta sexta-feira (12) o acordo para disputar o campeonato de forma completa e confirmou o acerto com o colombiano Gabby Chaves, de 24 anos. O jovem sul-americano, que disputou três provas pela equipe no ano passado e alcançou seu melhor resultado ao finalizar em quinto a etapa no oval do Texas, vai manter o numeral #88 nesta temporada, que vai contar com um novo carro pela Indy.

 
Vai ser a segunda temporada completa de Chaves na Indy. Em 2015, pela Bryan Herta, o colombiano só não disputou as 500 Milhas de Indianápolis porque não obteve classificação para fazer parte do grid de 33 carros. Contudo, garantiu o título de ‘Novato do Ano’. 
 
Campeão da Lights em 2014, Gabby ainda disputou sete corridas pela Dale Coyne em 2016, além das etapas do Texas, das 500 Milhas de Indianápolis e das 500 Milhas de Pocono, no ano passado, pela Harding.
Gabby Chaves segue na Harding em 2018. Desta vez, para fazer uma temporada completa na Indy (Foto: IndyCar)
“Estou muito empolgado para voltar de forma full time. É um pouco de um processo de tentar se preparar mentalmente para o que eu sei que vai ser um ano de muito aprendizado, mas estou muito empolgado para ver o que nós podemos fazer”, declarou o colombiano.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Tendo mais corridas de experiência por diferentes equipes, consegui acumular muitas informações sobre como as equipes fazem as coisas que funcionam melhor em relação aos outros times, e vou buscar transmitir essas informações agora para a Hardin Racing. Quando corri a temporada completa antes, não tive um companheiro ou dados para me basear. Tendo essa chance de testar pela Schmidt ao lado de James Hinchcliffe e correr ao lado de Conor Daly (na Dale Coyne) e com muitos outros caras e analisar as informações, consigo ver os lugares em que eu posso buscar um pouquinho mais de velocidade e os lugares onde eu posso melhorar. Posso trazer todas essas informações que acumulei e aplicar tudo isso para a temporada completa”, complementou.

 
Recém-contratado como presidente da Harding, Barnhart comemorou a chance de ter sua equipe disputando de forma completa a temporada da Indy. “Definitivamente, é uma coisa boa. Isso apaga qualquer tipo de dúvida ou interrogação. Você escuta muitas pessoas fazendo planos sobre como tentar expandir ou fazer mais, mas muitas vezes esses planos não se concretizam. Nesse caso, é bom ter Mike Harding se comprometendo em levar a Harding Racing e ser parte da Harding Group, e fazer uma temporada completa é definitivamente muito bom.”
 
“Para assumir esse compromisso e assinar um contrato para uma temporada completa com os motores da Chevrolet, você está totalmente pronto. Você tem um acordo de fornecimento de pneus com a Firestone. É de entusiasmo e dedicação que esta equipe se alimenta. Isso dá confiança à equipe, sabendo que eles estão em uma boa posição para alcançar um ambiente competitivo para fazer a temporada completa e fazer o melhor possível e ser o mais competitivo possível neste ano”, comentou o dirigente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube