Indy
25/05/2018 15:06

Herta bate O’Ward na linha de chegada e leva 100 Milhas de Indianapolis na Lights. Franzoni é oitavo

Colton Herta se recuperou de treino classificatório ruim e venceu as 100 Milhas de Indianápolis. Prova foi marcada por disputa intensa entre os quatro primeiros carros e problemas mecânicos que deram a última posição para Victor Franzoni
Warm Up / EDUARDO PASSOS, de São Paulo
 Colton Herta venceu as 100 Milhas de Indianápolis depois de uma chegada emocionante (Foto: Indycar)

Após o Carb Day que teve Tony Kanaan ditando um forte ritmo na preparação para a Indy 500, as 100 Milhas de Indianápolis da Indy Lights mostraram que a briga na categoria suporte também pode ser emocionante. Em corrida decidida na linha de chegada, Colton Herta garantiu a terceira vitória consecutiva e se redimiu de uma classificação ruim. Herta, agora, lidera o campeonato seguido por Pato O'Ward, que apresentou melhor desempenho após etapa ruim no circuito misto do IMS.

O pole-position Dalton Kellett mostrou consistência e se manteve na briga pela vitória até os instantes finais e completou o pódio. Outro postulante ao título, Santiago Urrutia completou a briga quadrúpla que persistiu até a última volta e foi quarto.

Victor Franzoni, que havia largado bem e chegou a assumir a ponta, sofreu com problemas nos pneus e teve que ir aos boxes. A parada minou as chances do brasileiro, que chegou em último lugar.  O estreante Davey Hamilton Jr não conseguiu conter as investidas de Aaron Telitz e foi sétimo. Ryan Norman foi quinto.

A largada das 500 Milhas de Indianápolis está marcada para as 13h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo in loco.
Colton Herta venceu as 100 Milhas de Indianápolis depois de uma chegada emocionante (Foto: Indycar)
Confira como foram as 100 Milhas de Indianápolis da Indy Lights

Logo na largada, o pole Dalton Kellett começou a ser fortemente ameaçado pelos que concorrentes vinham logo atrás. Largando bem, Victor Franzoni chegou a assumir a liderança ao passo que Pato O’Ward caiu para sexto. No fim do primeiro quarto de prova, porém, o brasileiro sofreu com problema de pressão nos pneus e teve que ir aos boxes.

Pior da Andretti nos treinos que definiram o grid de largada, Colton Herta aproveitou bem as mudanças provocadas pelo problema de Franzoni e, em movimento surpreendente, chegou à primeira posição. Herta, então, passou a dividir a ponta com o pole-position Kellett e Urrutia, que também vinha do fundo do pelotão.

Com oito carros na pista novamente, a corrida seguiu apresentando forte dinamismo, com variações nas primeiras posições e no pelotão de fundo. Enquanto Urrutia, Herta e Kellett brigavam pela vitória, Victor Franzoni — que largara em quarto — brigava contra o estreante Davey Hamilton Jr e Aaron Telitz para sair da lanterna.

Por volta da 28ª volta, a briga a três pela ponta permitiu também a chegada de Pato O’Ward. O mexicano se aproveitou dos diversos momentos em que os líderes dividiam as curvas e, consequentemente, perdiam tempo, para se recuperar. Logo o dono do #27 se incluía na confusão.

A partir desse momento, a corrida atingiu impressionante grau de imprevisibilidade. A cada instante que um concorrente atingia a ponta, logo tinha seu vácuo aproveitado e caía de volta para uma posição anterior. As ultrapassagens foram constantes e a liderança variou entre os quatro carros. Paralelamente, no fundo, a situação seguiu estável, com Franzoni incapaz de sair da última posição e duas voltas atrás dos líderes.
Victor Franzoni enfrentou problemas durante a Indy 100 da Lights (Foto: Indycar)
A antepenúltima volta, porém, decidiu de vez o certame. Após passarem sem problemas o retardatário Hamilton Jr, o quarteto seguiu praticamente colado para mais um giro. O’Ward, que estava logo atrás de Urrutia, aproveitou-se bem do vácuo ao passo que Herta defendeu, com competência, investida semelhante de Kellett. Logo, os líderes do campeonato se desprenderam dos rivais e, garantindo a parte de dentro das curvas finais da prova, seguiram para o duelo particular.

A inteligente defesa de posição do dono do carro #98 se mostrou muito eficiente, e fez fracassar as duas tentativas do mexicano de ultrapassar pelo traçado externo. Com ligeira vantagem, o americano conduziu de maneira objetiva seu carro para a linha de chegada. O agora vice-líder do campeonato ainda tentou aproveitar-se do vácuo pela última vez, entretanto não obteve ritmo suficiente para a ultrapassagem uma vez saído da traseira de Herta. Kellett, que tentou manobra semelhante sobre Herta, chegou em terceiro e completou o pódio. Após chegar a liderar em certos momentos a prova, sobrou para Urrutia o quarto lugar. O grid foi completado, respectivamente, por Norman, Telitz, Hamilton Jr e Franzoni.

A vitória do americano é a terceira consecutiva na Indy Lights. Com esse resultado, Herta finalmente chega à liderança e agora possui 174 pontos, quatro a mais que O’Ward. Urrutia vê a briga pelo título mais restrita ao dois primeiros, e possui 158 tentos. Apesar do último lugar, Franzoni manteve o quarto lugar, com 132 pontos.
TEM LENHA PRA QUEIMAR

CASTRONEVES SENTE FALTA DA INDY E MERECE ESTAR NO GRID