Indy

Hildebrand é escolhido como substituto de Newgarden na Carpenter e volta a correr em tempo integral na Indy

Depois de ano de incerteza, JR Hildebrand finalmente conseguiu colocar as duas mãos em uma vaga concreta na Indy. O piloto chega precisando exorcizar seu passado, marcado pela perda dramática da vitória na Indy 500 de 2011 ao bater na última curva
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 JR Hildebrand e Ed Carpenter na coletiva de imprensa (Foto: IndyCar)
Já se vai um bom tempo desde a última vez que JR Hildebrand teve uma vaga em tempo integral na Indy. Foi em 2012, com a finada Panther Racing. E foi só nesta sexta-feira (5) que o período de incerteza chegou ao fim: a Ed Carpenter Racing escolheu Hildebrand como substituto de Josef Newgarden, de saída para a Penske.
 
Hildebrand chega para capitanear a equipe Carpenter em 2017, sendo o único piloto em tempo integral da escuderia. O americano tem a missão de dar sequência ao bom momento de 2016, temporada em que Newgarden acabou na quarta posição do Campeonato de Pilotos.
 
Além da necessidade de capitanear a equipe, Hildebrand chega para exorcizar seus próprios demônios. O americano tinha garantida a vitória nas 500 Milhas de Indianápolis de 2011 – até bater na última curva e entregar o triunfo para Dan Wheldon. Depois, a falta de resultados expressivos praticamente acabou com a carreira do jovem, que passou a só correr as etapas no oval de Indiana.
JR Hildebrand (Foto: IndyCar)
“Sinceramente, não poderia estar mais preparado para isso”, disse Hildebrand. “Eu sempre estive perto desta vaga, mas faltava algo. Já estou por aqui por tempo suficiente para compreender a importância de uma vaga em tempo integral na Indy”, seguiu.
 
“A relação que eu tenho com Ed Carpenter aumentou minha determinação em voltar a ter uma vaga. Me sentia muito confiante a respeito do que poderíamos conquistar juntos. Agora estou aqui para fazer isso acontecer. Sinto que tenho que provar minha capacidade, e não consigo pensar em um lugar melhor para isso”, completou.
 
O segundo carro da equipe Carpenter será rachado entre dois pilotos: o próprio Ed Carpenter e um segundo contratado, ainda não definido.