Indy admite que largadas paradas “não são prioridade” para 2022

Jay Frye, presidente da Indy, citou que as largadas com o grid parado não são prioridades da categoria com a mudança de motores marcada para 2022. Ele crê que a largada em movimento é uma característica clássica da Indy, mas admite uma possibilidade de mudança no futuro

A Indy anunciou que introduzirá motores híbridos a partir de 2022. As unidades de potência terão carga elétrica e facilidade na hora de reiniciar o carro, mas as largadas paradas não são prioridade da categoria na entrada do novo regulamento.
 
Em 2013 e 2014, a Indy introduziu as largadas com grid parado buscando reduzir o número de bandeiras amarelas na primeira curva, mas a tentativa não deu muito certo e foi abolida antes do início de 2015. Jay Frye, presidente da categoria, revelou sua preferência por largadas em movimento.
 
"Introduzir as largadas paradas não era a intenção dos novos motores. Como dissemos na época, era para reduzir bandeiras amarelas e deixar o time de segurança em menos risco. Se o piloto conseguir reiniciar o carro depois de rodar, ele pode sair sozinho e o nosso time não se arrisca tanto", disse o mandatário em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’.
Josef Newgarden (Foto: Indycar)
"As largadas paradas são algo que vamos olhar com o tempo, mas elas não são prioridade. Eu gosto de largadas em andamento, elas nos diferenciam da maioria das competições de Fórmula, mas falo isso como fã", seguiu.
 
Reconhecendo que o diferente tipo de largada pode retornar no futuro, Frye comentou sobre o problema na primeira volta de Long Beach. Os carros do pelotão da frente conseguem abrir grande vantagem logo nas primeiras curvas, mas o presidente citou que outras soluções podem ser exploradas.
 
"Podemos pensar nisso em Long Beach, para nos livrar da situação em que os caras da frente já estão acelerando enquanto os do fundo estão fazendo o último hairpin. Mas, podemos ter outras soluções para este problema", completou.
 
A Indy tem sua última etapa de 2019 marcada para o dia 22 de setembro, em Laguna Seca. Josef Newgarden lidera o campeonato, com 41 pontos de vantagem para Alexander Rossi.
 
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar