Indy, Nascar e F1 lamentam morte de Clauson após acidente em oval de terra: “Era um competidor verdadeiro”

A comunidade do esporte a motor viu com grande tristeza e pesar a morte de Bryan Clauson, depois de um acidente durante uma prova em um oval de terra no Kansas. O piloto tinha 27 anos e morreu no último domingo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A morte de Bryan Clauson comoveu a comunidade do esporte a motor nos EUA. Nesta manhã de segunda-feira (8), durante uma coletiva na pista de Indianápolis, foi confirmada a perda do piloto devido aos graves ferimentos que sofreu em decorrência de um forte acidente durante uma corrida em uma pista de terra com carros-gaiola. Clauson participava da tradicional Belleville High Banks, prova em circuito oval – a popular midget – anual que é disputada no estado norte-americano do Kansas.

 
Durante a prova, o norte-americano acertou o muro e teve o carro arremessado de lado de volta à pista. Acabou acertado por outro carro bem na região do cockpit. As condições do chassi ficaram tão ruins que a equipe de resgate levou 30 minutos para conseguir tirá-lo do local e encaminhá-lo ao hospital. Seu estado era crítico.
Clauson morreu em decorrência de um forte acidente em uma prova na terra (Foto: Getty Images)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Ainda no domingo, a família do piloto soltou comunicado informando a gravidade de sua condição e pedindo privacidade. A morte aconteceu ainda no domingo, mas só anunciada na manhã de hoje. Bryan se classificou três vezes para as 500 Milhas de Indianápolis, em 2012, 2015 e 2016. O 23º posto desse ano foi o seu melhor. Na antiga Nationwide Series – hoje Xfinity -, andou pela Ganassi durante as temporadas 2007 e 2008, conseguindo uma pole e dois top-10, sendo um deles no circuito de Daytona.

 
Amigos, pilotos e equipes do esporte a motor norte-americano sentiram a morte do jovem de 27 anos e expressaram o pesar por meio das redes sociais. O presidente do circuito de Indianápolis, Douglas Boles, homenageou Clauson ao colocar o nome do piloto na famosa torre do oval.

A equipe Andretti, da Indy, foi uma das primeiras a se manifestar e disse que Clauson era um “competidor verdadeiro”. Bryan Herta falou em “grande piloto”. A McLaren, da F1, também lamentou a perda de Bryan.

A Dale Coyne, time de Bryan defendeu na Indy 500, ressaltou a personalidade “incrível” do jovem californiano. O colega Ryan Hunter-Heay se disse “extremamente triste” com a notícia, enquanto James Hinchliffe falou que foi “uma honra correr contra ele”. 

 
PADDOCK GP #40 RECEBE SÉRGIO JIMENEZ

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar