Indy reduz atraso na ativação do push-to-pass para etapa de Sonoma

O sistema de push-to-pass da Indy mudará de novo na próxima etapa do campeonato, em Sonoma, neste domingo (26). O atraso na ativação do dispositivo, que era de 5s em Mid-Ohio, agora será de apenas 3s5

A Indy segue com dificuldades para definir qual é a melhor forma de utilizar o push-to-pass nas corridas. Para a etapa de Sonoma, marcada para o próximo domingo (26), a direção da categoria decidiu reduzir o delay na ativação do dispositivo de 5s – como aconteceu em Mid-Ohio – para 3s5.

Na 13ª prova do campeonato de 2012, os pilotos terão a possibilidade de ter mais potência em seus motores durante 90s, com um máximo de 15 segundos por ativação do push-to-pass. Não há tempo de recarga entre as ativações. As equipes puderam avaliar o sistema durante os treinos coletivos que aconteceram em Sonoma no dia 17 de agosto.

Scott Dixon venceu em Mid-Ohio após passar Will Power nos boxes (Foto: INDYCAR/USA)

Diretor de motores da Indy, Trevor Knowles afirmou que as constantes mudanças se dão porque “os parâmetros do push-to-pass podem ser ajustados para casar com qualquer circuito que receba provas da Indy”.

“Sonoma possui retas mais curtas do que as de Mid-Ohio, então nós ajustamos estes parâmetros para que o sistema funcione melhor neste circuito em particular”, explicou o dirigente. “Mas os princípios do uso que tivemos em Mid-Ohio continuarão os mesmos para Sonoma”, ponderou Knowles.

Em 2012, o sistema de push-to-pass foi utilizado em Toronto e Edmonton, e a introdução do atraso na ativação do dispositivo aconteceu em Mid-Ohio. A princípio, apenas circuitos mistos terão o botão de ultrapassagem, portanto, ele estará presente em Sonoma e em Baltimore. Fontana, palco da última prova do campeonato, é um circuito oval.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube