Insatisfeito na KV, Barrichello sugere troca de equipe para temporada 2013 da Indy: “Estou aqui para vencer”

Em entrevista ao site da revista britânica ‘Autosport’, Rubens Barrichello deixou transparecer toda a sua insatisfação por brigar no pelotão intermediário na Indy e avisou: “Estou aqui para vencer”

Aos 40 anos de idade e depois de disputar 19 temporadas e 323 GPs na F1, Rubens Barrichello iniciou, em 2012, um novo ciclo em sua carreira. Sem espaço na principal categoria do automobilismo mundial após ser dispensado pela Williams, o paulista aceitou o convite do amigo Tony Kanaan e fechou contrato com a KV para correr na Indy. Contudo, o aprendizado tem sido dos mais cruéis para o brasileiro, 17º colocado na temporada.

Após 12 etapas e faltando três para o fim do seu primeiro campeonato na Indy, Barrichello soma 215 pontos e tem como melhor resultado o sétimo lugar em Iowa, uma prova em circuito oval, novidade para o brasileiro em 2012. Rubens indica a cada dia que deseja permanecer na Indy na próxima temporada, mas não pela KV. O experiente piloto se mostrou insatisfeito com a falta de resultados e almeja mudar de equipe para 2013.

Insatisfeito na KV, Barrichello almeja mudança de equipe na Indy para 2013 (Foto: INDYCAR/USA)

Victor Martins: ano fraco e frustrante faz Barrichello ir buscar vaga na Ganassi

E de acordo com uma reportagem veiculada pelo site da revista britânica ‘Autosport’, Barrichello está em negociações avançadas com uma equipe empurrada por motor Honda para a próxima temporada. Dentre os times que contam com os propulsores da montadora japonesa, o mais competitivo é a Ganassi.

Recentemente, o site do canal norte-americano Speed Channel veiculou que Graham Rahal, da Ganassi, foi liberado pela equipe para a próxima temporada, uma vez que os comandados de Chip Ganassi não exerceram a opção de renovação de contrato junto ao filho de Bobby Rahal.

Barrichello se mostrou bastante incomodado com sua atual situação na Indy e almeja dias melhores. À KV, sobram críticas. “Eu não gosto de estar em 15º e estou trabalhando para crescer. Estou ficando melhor em comparação aos meus companheiros de equipe, mas meu carro ainda não está. E o lado da estratégia ainda não funcionou”, avaliou.

“Sou bastante franco com Jimmy [Vasser] e Kevin [Kalkhoven]; eles me deram um carro, e nós chegamos a um acordo nos últimos minutos [para o início da temporada]. Mas estou aqui para vencer”, garantiu o veterano da F1 e novato na Indy.

Rubens está convencido de quem tem capacidade de voltar a vencer e que só depende, em sua opinião, de um equipamento mais competitivo. “Agora que eu estou na Indy, quero fazer o melhor, porque não acho que consegui fazer tudo o que sou capaz, por um motivo ou outro. E como eu faço isso porque gosto, posso muito bem voltar [às vitórias]”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube