Newgarden vacila em pista favorita e já liga sinal amarelo com pódio de Dixon

Josef Newgarden teve um importante revés logo na primeira corrida do ano e, com Scott Dixon no pódio, já tem motivos de sobras para se preocupar com o desenvolvimento do campeonato

A Indy 2020 deixou bem clara para Josef Newgarden a importância de começar o campeonato forte e não deixar Scott Dixon escapar. É que foi isso que, numa equilibradíssima temporada passada, fez toda a diferença para que o neozelandês fosse campeão. E 2021 inicia de forma parecida.

A abertura do campeonato, no GP do Alabama, reservou fortes emoções para Newgarden. Depois de uma classificação decente, largando próximo de Dixon, o americano pisou fora da pista logo na primeira volta e retornou ao traçado com o carro atravessado, virando alvo de uma série de carros que vinham em alta velocidade.

GUIA INDY 2021
+ Grid cheio, Penske e Ganassi em expansão: as equipes e pilotos da Indy
+ Enzo Fittipaldi troca Europa por Estados Unidos e mira título na Pro 2000
+ Porto mira estabilidade e luta “de igual para igual” por título da USF2000

+ Grosjean é cereja no bolo do intercâmbio recente de Fórmula 1 com Indy
+ Novatos ‘fakes’, Johnson e McLaughlin encaram realidades distintas
+ “Mais completo do que nunca”, Castroneves mira pódios com Meyer Shank

Não é exagero dizer que Josef teve sorte, afinal, a chance de levar uma pancada em ‘T’ ali no meio da reta era enorme. Felizmente, o americano saiu sem nenhum arranhão. Infelizmente para ele, o carro #2 foi completamente destruído, causando o primeiro abandono do ano logo na primeira volta da temporada.

Josef Newgarden foi o gatilho para um ‘big-one’ em Barber (Foto: Reprodução/TV)

Aqui não é exatamente uma condenação a Newgarden, não estamos dizendo que ele tenha sido o único culpado pelo incidente, até porque a Penske vinha com uma série de problemas no carro #2 no final de semana, com até volante saindo no meio da reta, mas o fato é que a tabela de pontuação aponta lá 7 pontos para o americano. E 35 para Dixon.

Justamente aí que mora o problema. Dixon não pareceu ser um candidato à vitória em nenhum momento, mas sua grande marca é a regularidade. Assim, começar o ano no pódio já está dentro do padrão. Enquanto que Newgarden escapou bastante do comum.

A situação fica ainda pior se levarmos em consideração que Alabama é, provavelmente, a melhor pista de Newgarden na Indy. O americano teve em Barber algumas de suas melhores exibições na carreira, além de três vitórias nos últimos quatro anos. Um golpe fortíssimo, pois.

Scott Dixon começou 2021 no pódio, enquanto Josef Newgarden abandonou (Foto: IndyCar)

É claro que ainda é exagero falar que 2020 está acontecendo outra vez, mas ao menos um sinal amarelo já deve ser ligado na cabeça de Newgarden. Em uma pista em que é praticamente sua casa, o americano vacilou, deixou muitos pontos pelo caminho e viu o rival direto se destacar.

A próxima corrida acontece neste fim de semana, em São Petersburgo, justamente o palco da melhor exibição de Newgarden em 2020, uma atuação praticamente perfeita que quase rendeu o título na decisão da Indy. O campeonato é longo, é verdade, mas já não há mais tempo a perder. E é bom que Josef chegue, no mínimo, na frente de Scott para equilibrar as coisas.

GUIA INDY 2021
+ Dixon e Newgarden chegam favoritos em duelo que pode marcar geração
+ Pós-pandemia, Indy mantém regulamento e atrasa nova geração de carros
Pietro Fittipaldi retorna à Indy depois de três anos e consolidação é objetivo
+ Ganassi muda tudo, mas ainda precisa apostar fichas em Dixon na Indy

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar