Kanaan afirma que KV precisa melhorar ritmo de classificação se quiser vencer em 2012

Tony Kanaan afirmou que o problema da falta de vitórias da KV é o desempenho abaixo do esperado no treino classificatório. O brasileiro afirmou que se largasse mais à frente teria melhores chances de ganhar etapas

Apesar de estar sempre na briga por pódios e vitórias, Tony Kanaan ainda não conseguiu a primeira vitória pela KV, equipe que defende desde o início da temporada 2012. Apesar disso, o brasileiro já tem uma explicação sobre o que falta para conseguir voltar ao degrau mais alto do pódio: um bom resultado no treino classificatório.

“É realmente simples. Nossos resultados nos treinos classificatórios têm sido muito, muito ruins, então há algo no acerto, na combinação entre eu mesmo e os pneus vermelhos da Firestone, que não está funcionando”, disse. “Meu ritmo de corrida é excelente. Olhando Mid-Ohio, eu tive 20 voltas mais rápidas seguidas, nós saímos da estratégia e deu certo, mas eu larguei em 18º e cheguei em sexto”, declarou o brasileiro em entrevista ao site do canal americano ‘Speed’.

Tony Kanaan afirmou que a KV precisa melhorar o desempenho nos treinos (Foto: IndyCar/LAT USA)

Embora esteja na briga para terminar o campeonato entre os cinco primeiros, o piloto não tem conquistado uma boa posição de largada. Nas últimas três etapas, Tony foi o 17º no grid de Toronto, 21º em Edmonton e 18º em Mid-Ohio. Mesmo assim, conseguiu terminar duas dessas corridas entre os seis primeiros.

Apesar da constatação, Kanaan ressaltou que largar bem não é sinônimo de vitória na Indy, mas certamente é algo que aumentaria as chances de brigar pela primeira colocação. “Não estou dizendo que se largar em sexto vou passar cinco carros, mas vai deixar tudo mais fácil. Nós não estamos ganhando porque não estamos nos classificando bem”, acrescentou.

O dono da KV, Jimmy Vasser, reconheceu que a equipe precisa melhorar no treino classificatório. “Nós precisamos abaixar a cabeça e trabalhar. Estamos tendo nossos altos e baixos. Somos rápidos nos treinos livres e na corrida, mas precisamos tornar o treino classificatório mais tranquilo. Precisamos encontrar um bom equilíbrio. Esse é nosso foco”, disse.

O americano afirmou, ainda, que fez contratações para tentar melhorar o desempenho do brasileiro em 2012, mas o grupo ainda não está rendendo tudo o que pode. “Nós contratamos pessoas para trabalhar com Tony que são muito talentosas. Temos um grande grupo e eu realmente confio nelas, mas também acredito que podemos melhorar”, analisou.

Vasser, por fim, apontou outra explicação para a falta de rendimento da KV nos treinos classificatórios. O dirigente disse que a equipe tentou desenvolver o carro de uma forma que não deu certo, o que acabou prejudicando o desempenho geral em algumas etapas. “Nós fomos muito longe no desenvolvimento de algumas áreas que achamos dar resultado, mas na verdade estávamos na direção oposta, o que acontece. Edmonton foi um desastre por causa disso, mas acho que já controlamos isso agora”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube