carregando
Indy

Kanaan em Gateway quebra jejum de mais de 2 anos sem pódio brasileiro na Indy

A última vez que o pódio da Indy teve um piloto brasileiro foi em 2017, quando Hélio Castroneves venceu o GP de Iowa. Tony Kanaan também quebrou um tabu pessoal e levou a Foyt aos três primeiros pela primeira vez desde 2015

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
O heroico terceiro lugar de Tony Kanaan no GP de Gateway marcou o fim de um jejum de pódios brasileiros na Indy. A última vez que um piloto do Brasil ficou entre os três primeiros foi em 2017, quando Hélio Castroneves venceu o GP de Iowa.
 
Foi o melhor resultado de Kanaan pela Foyt desde sua entrada no time, em 2018. O brasileiro registrou também o seu primeiro pódio desde 2017, quando ficou com o segundo lugar no GP do Texas, quando ainda era piloto da Chip Ganassi.
Tony Kanaan (Foto: IndyCar)
Já a Foyt quebrou uma marca de quatro anos sem um lugar entre os três primeiros. A última vez aconteceu na corrida 2 de Detroit, em 2015, quando Takuma Sato, que curiosamente foi o vencedor em Gateway, cruzou no segundo lugar. De lá pra cá, o melhor resultado foi o quarto lugar de Matheus Leist no GP de Indianápolis de 2019.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.