Indy

Kanaan valoriza corrida de recuperação em Austin e mira posição de largada melhor por top-5 em Barber

Após largar na última colocação e terminar em 12º na etapa de Austin, Tony Kanaan confia que, caso a Foyt melhore o ritmo de classificação em Barber, as chances dele e do parceiro Matheus Leist alcançarem o top-5 são boas

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Tony Kanaan fez uma boa corrida de recuperação em Austin, no último domingo (24). Após uma classificação ruim, onde encontrou problemas com o ritmo do carro e causou uma bandeira vermelha no final, o brasileiro pulou de último no grid para 12º. 

Kanaan celebrou o trabalho feito nas 60 voltas de corrida, e também citou a sorte que teve com a bandeira amarela causada por Felix Rosenqvist, que mudou os rumos da etapa e elevou a posição final do veterano brasileiro.

"Foi um dia decente depois de um final de semana duro. Não tínhamos o ritmo na classificação, mas a corrida juntou as coisas. Fizemos um bom trabalho nos boxes e tivemos um pouco de sorte com a amarela no fim, aí consegui manter o 12º lugar, foi o que deu", declarou Tony.
Tony Kanaan (Foto: IndyCar)
A próxima corrida da Indy acontece daqui duas semanas, em Barber. E Kanaan acredita que, se os carros da Foyt melhorarem o ritmo de classificação, ele e o companheiro de equipe Matheus Leist podem vislumbrar até uma posição no top-5.

"Temos de onde melhorar a partir daqui, Matheus teve uma corrida bem promissora. Acho que podemos nos classificar melhor, se isso acontecer, podemos melhorar para Barber e aí buscar um top-5", completou.