Indy

Líder do primeiro dia de treinos para Indy 500, Power mantém calma e garante que “não dá para saber nível real”

Will Power ficou bem cauteloso após liderar o primeiro dia de treinos livres das 500 Milhas de Indianápolis. O piloto australiano lembrou que os programas são muito diferentes nos primeiros dias e que as voltas com vácuo se destacam das demais, mas não pintam cores reais

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Will Power liderou o primeiro dia de treinos livres da Indy no oval de Indianápolis, a última terça-feira (15). Com o tempo de 39s173 e 68 voltas durante as horas de pista, o australiano saiu garantindo não ter ideia de onde a Penske se encontra no panorama geral.
 
Power lembrou que as maiores velocidades do dia foram em situações onde pilotos aproveitaram vácuo de outros, mas as diferenças de programa tornam impossível de conhecer bem os planos e o que cada um desvenda ou esconde.
 
"Todas as grandes velocidades vieram de grandes vácuos. Ainda é meio difícil julgar as velocidades reais dos carros sozinhos, sem ajuda", comentou.
 
Will Power (Foto: Indycar)
"Ninguém conhece as configurações que o pessoal está usando, se estão fazendo simulação de classificação ou se estão em ritmo de corrida. Não sabemos em que nível estamos, honestamente, com relação à velocidade real", afirmou.

Os testes seguem na quarta-feira apenas com o segundo dia desta semana que termina com a definição do grid de largada para a prova da semana que vem.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.