Lights: com tranquilidade, Muñoz conquista vitória em Edmonton

Carlos Muñoz não tomou conhecimento dos adversários e venceu a etapa de Edmonton da Indy Lights com uma vantagem de 8s3 para Sebastian Saavedra, o segundo colocado. Victor Carbone foi apenas o oitavo

 

Carlos Muñoz não teve problemas para conquistar a primeira vitória da carreira na Indy Lights, neste sábado (21), em Edmonton. Depois de dominar todos os treinos, o piloto colombiano largou na pole-position e fez valer o bom rendimento do carro da Andretti para receber a bandeira quadriculada com uma vantagem de 8s3 para o companheiro de equipe, Sebastian Saavedra. Victor Carbone foi o oitavo.

Apesar do domínio de Muñoz em todo o final de semana, se engana que acha que o colombiano teve vida fácil durante toda a corrida. O piloto da Andretti perdeu a ponta na largada e ainda precisou vencer a instabilidade climática que imperou neste sábado na cidade canadense.

 

Carlos Muñoz venceu com tranquilidade em Edmonton (Foto: IndyCar/LAT USA)

Confira como foi a etapa de Edmonton da Indy Lights:

A corrida começou com a pista bastante molhada por causa da tempestade que atingiu Edmonton desde o final do treino classificatório da Indy. Por isso, a largada foi bastante confusa, com Esteban Guerrieri pulando da terceira colocação para a liderança, ao superar Muñoz e Saavedra. Victor Carbone também avançou, aparecendo no quinto posto.

Mas o domínio de Guerrieri não durou muito. Na segunda volta, a dupla da Andretti fez valer o melhor desempenho para retomar a ponta da prova. Assim, Muñoz reassumiu a primeira colocação, seguido por Saavedra. Na sequência, até mesmo Tristan Vautier conseguiu a ultrapassagem no companheiro de equipe.

Um pouco mais atrás, começou a reação de Gustavo Yacamán. Após uma primeira volta muito ruim, o colombiano assumiu a sexta posição e passou a pressionar Victor Carbone. Porém, na hora de ultrapassar, os dois se enroscaram, mas o piloto da Moore conseguiu ganhar a posição. O brasileiro, por outro lado, caiu para nono com o carro avariado.

A direção de prova até chegou a anunciar que investigaria o toque entre os dois sul-americanos, mas considerou um incidente de corrida.

Enquanto isso, a pista foi secando, e Yacamán resolveu ir aos boxes para colocar pneus de pista seca, em uma estratégia diferente. A tática foi tão boa que praticamente todos os pilotos também se dirigiram ao pit-lane para trocar a borracha. O único competidor a permanecer na pista foi Jorge Goncalvez, que assumiu a liderança.

O problema é que o venezuelano era 8s por volta mais lento que o restante do pelotão, assim, não demorou muito tempo para que Muñoz retomasse o comando da prova. Assim, após as paradas, o top-5 ainda contava com Saavedra, Guerrieri , Yacamán – que chegou a rodar, mas sem perder posição – e Vautier.

Quem se beneficiou da troca de pneus foi Oli Webb, cujo carro mostrou um rendimento muito melhor em pista seca. Faltando cerca de 15 voltas para o final, o britânico aproveitou o rendimento melhor e fez uma série de ultrapassagens para assumir a quarta colocação. Peter Dempsey até tentou segui-lo, mas acabou rodando. Apesar do contratempo, o irlandês conseguiu se recuperar e também ultrapassou Vautier e Yacaman para assumir o quinto posto.

Na parte da frente, Muñoz manteve uma tranquila diferença, de cerca de 10s, para receber a bandeira quadriculada na frente. Saavedra terminou em segundo, seguido por Guerrieri, Webb e Dempsey. Carbone, por fim, ficou mesmo com o oitavo posto.

Com os resultados de Edmonton, Guerrieri segue na liderança do campeonato, com 351 pontos, seguido por Saavedra, com 324, e Vautier, com 323.  A próxima etapa da Indy Lights está marcada para o dia 5 de agosto em Trois-Rivières.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube