Lights: Muñoz conta com problema de Saavedra e vence em Fontana. Vautier é quarto e fica com título

Carlos Muñoz viu Sebastián Saavedra não largar por conta de um problema, assumiu a pole-position e ficou com a vitória na etapa de Fontana, a última da temporada. Tristan Vautier administra vantagem, chega em quarto e é o novo campeão da Indy Lights

A decisão da Indy Lights já começou com um problema: Sebastián Saavedra teve um problema em seu carro durante a volta antes da largada e precisou abandonar a corrida. Com isso, Carlos Muñoz, o segundo colocado, ficou com a missão de liderar o pelotão na largada. E ele manteve o domínio durante toda prova e venceu sem grandes dificuldades. Foi sua segunda vitória na temporada. A segunda colocação ficou com David Ostella, que fez uma grande prova ao sair da parte de trás, assumir a posição e ficar com ela até o final.

Mas a briga pelo título foi bem intensa. Tristan Vautier assumiu a segunda colocação logo na largada e sempre se manteve entre os três primeiros colocados, enquanto seu concorrente direto, o argentino Esteban Guerrieri oscilou bastante ao longo de toda prova.

Os dois disputaram intensamente a terceira colocação e quem levou a melhor na pista foi Guerrieri, que vinha muito rápido. Mas quem comemorou mesmo foi Vautier. Ao encerrar a última prova da temporada na quarta colocação, o francês garantiu o título. Ao argentino, restou a decepção de ser vice-campeão pelo segundo ano seguido – ele perdeu o título de 2011 para Josef Newgarden.

O brasileiro Victor Carbone ficou com a quinta colocação, com Stefan Wilson, Bruno Palli, Oliver Webb, Mike Larrison e Juan Pablo Garcia completando o top-10 do encerramento da temporada.

Vautier conquistou o título da Indy Lights neste sábado (15) (Foto: IndyCar/LAT USA)

Confira como foi a decisão da Indy Lights

A última prova da temporada não começou nada bem para Sebastián Saavedra, que, com um problema, teve que retornar aos boxes e viu Carlos Muñoz largar da pole-position. Após a largada, o colombiano manteve a primeira colocação e quem veio com tudo foi Tristan Vautier, líder do campeonato, que não teve dó de deixou Esteban Guerrieri para trás logo nas primeiras seis voltas.

Como já era esperado, muitas ultrapassagens aconteceram no início da prova. E também como esperado, a bandeira amarela apareceu, na volta nove mais precisamente, com o acidente de Jorge Goncalvez, que espatifou seu carro na curva quatro do oval de Fontana.

Duas voltas depois, a corrida recomeçou com Vautier na cola de Muñoz, diferente de Guerrieri, que perdia posições e viu Gustavo Yacamán ultrapassá-lo. Mas sabendo que precisava chegar à frente do francês para ficar com o título, o argentino fazia um grande esforço para não deixar os ponteiros escaparem. E ele deu o troco no colombiano e reassumiu a terceira colocação.

Muñoz venceu a prova disputada em Fontana (Foto: IndyCar/LAT USA)

Mas durou muito pouco a reação do argentino e David Ostella se aproveitou do vácuo e ultrapassou três pilotos para assumir o terceiro posto. Mais atrás, Victor Carbone lutava no meio do grid e estava na sétima colocação na abertura da volta 23. E a corrida de Yacamán foi muito prejudicada com um drive-through – ele caiu para 11ª colocação.

Ostella vinha na ascendente, ultrapassou Vautier e pulou para segundo, 1s4 atrás de Muñoz, ainda líder. Perseguindo o líder, Guerrieri estava quase 1s5 do terceiro colocado. Carbone ultrapassou Stefan Wilson e assumiu a quinta colocação no final da volta 36.

Guerrieri chegou em Vauitier, colou na traseira do concorrente ao título e fez a ultrapassagem para assumir a terceira colocação. E abriu uma pequena vantagem, deixando o francês para trás faltando poucas voltas para o final da prova.

Muñoz seguia tranquilamente na liderança da corrida faltando três voltas para o final e administrava a vantagem para Ostella, o segundo colocado. E foi assim até o fim da prova. Mas quem comemorou mesmo foi Vautier, que garantiu o título da temporada ao chegar na quarta colocação.

O campeão

Tristan Vautier nasceu na cidade de Saint-Martin-d'Hères, na França, em 1989, e começou a carreira no automobilismo local, disputando a F-Campos francesa, em 2006. Logo em seu primeiro ano, ele terminou a competição na segunda colocação e foi disputar duas competições no ano seguinte: a F-Renault francesa e a F-Renault 2.0, mas, diferente de seu primeiro ano, não conquistou títulos. Ele seguiu no automobilismo europeu até 2009.

Vautier, campeão da Star Mazda em 2011, é o mais novo campeão da Indy Lights (Foto: IndyCar/LAT USA)

No ano seguinte, lá estava ele no grid da Star Mazda, categoria abaixo da Indy Lights. E Vautier foi muito bem e acabou na quinta colocação, somando 400 pontos, com duas vitórias e três pódios no total. Mais preparado, 2011 acabou sendo seu ano na categoria.

Com quatro vitórias, quatro poles e seis pódios, o francês ficou com o título da categoria ao bater Connor De Phillippi. Claro, sua boa temporada chamou a atenção dos dirigentes da Indy Lights, que logo ofereceram um carro a ele para 2012.

E seu primeiro ano na Indy Lights foi muito bom. Disputando título desde o início da temporada, o piloto somou quatro vitórias, sete pódios e cinco poles, o que foi mais do que o suficiente para deixá-lo em condições de administrar a vantagem de nove pontos para Esteban Guerrieri na última corrida, quando a quarta colocação foi suficiente para garantir o título.

Indy Lights, GP de Fontana, Corrida, Final

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube