Martin segura Franzoni e vence primeira corrida modorrenta da Pro Mazda em São Petersburgo. Cunha é 4º

A primeira corrida da temporada 2017 da Pro Mazda não foi lá das mais movimentadas, mas teve suas emoções no final. De ponta a ponta, Anthony Martin venceu, segurando os ataques do brasileiro Victor Franzoni. Carlos Cunha chegou em quarto

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A primeira corrida da temporada 2017 da Pro Mazda foi, em geral, bem modorrenta, mas teve uma chegada de tirar o fôlego. Segurando os ataques do brasileiro Victor Franzoni, o atual campeão da USF2000 Anthony Martin venceu de ponta a ponta.

Outra disputa que durou a corrida inteira foi pelo terceiro lugar. Porém, assim como a batalha pelo primeiro lugar, não houve ultrapassagem, com TJ Fischer segurando o companheiro de Pelfrey Carlos Cunha e arrancando um lugarzinho no pódio.

Nikita Lastochkin, também da Pelfrey, chegou na quinta colocação, seguido por Phillippe Denes, Sting Ray Robb, Max Hanratty, Matt Machiko e Bobby Eberle.

A segunda corrida da Pro Mazda acontece neste domingo, com largada marcada para 17h30 (em Brasília). Martin larga mais uma vez na pole, com os brasileiros Franzoni e Cunha na sequência.

Anthony Martin venceu a corrida 1 em São Petersburgo (Foto: Pro Mazda)

Confira como foi a corrida 1 da Pro Mazda:

 A largada para a corrida 1 da Pro Mazda aconteceu às 14h (em Brasília). Anthony Martin defendeu bem a primeira posição, com Victor Franzoni aparecendo na sequência, em segundo. Os pilotos da Pelfrey vinham atrás, com TJ Fischer em terceiro, Carlos Cunha em quarto e Nikita Lastochkin no quinto posto.

As primeiras voltas serviram para dividir os ponteiros em pequenos pelotões. Martin e Franzoni fugiram na frente, Fischer e Cunha batalhavam pelo terceiro lugar e Lastochkin puxava uma fila com Phillippe Denes, Max Hanratty e Sting Ray Robb.

A partir da sétima volta, Franzoni tratou de aumentar a pressão para cima de Martin, buscando a vitória. Rapidamente, os dois já abriam quase 5s para os carros amarelos da Pelfrey.

Victor Franzoni em São Petersburgo (Foto: Pro Mazda)

A corrida chegava a sua metade e Martin aumentava um pouco a vantagem para Franzoni. Em geral, a prova era bastante modorrenta, com a principal ultrapassagem tendo sido pelo sexto lugar, com Ray Robb passando Hanratty.

Os primeiros retardatários apareciam e a disputa pela vitória esquentava muito, com Franzoni forçando o ritmo e mostrando seu carro no retrovisor de Martin. Na volta 14, menos de 0s5 separavam os dois.

Carlos Cunha foi quarto em São Petersburgo (Foto: Pro Mazda)

Enquanto Martin voltava a abrir um pouco mais para Franzoni, a briga pelo terceiro lugar esquentava de vez, com Cunha por muito pouco não superando o companheiro Fischer.

Nos giros finais, quando tudo parecia decidido, Franzoni voltou a cortar a diferença e, quando os líderes tiveram de superar o retardatário Matt Machiko, a coisa quase virou. O brasileiro pegou a linha de fora e os dois praticamente cruzaram a linha final juntos, com Martin ganhando a prova e largando na frente no campeonato. 
 

PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube