Indy

Mazda anuncia fim da parceria e deixa Road to Indy após temporada 2018. Indy procura nova parceira

A parceria entre Mazda e Indy nos campeonatos da Road to Indy chegou ao final. A temporada 2018 será a última, mas a categoria afirmou que procura uma nova parceira e o esquema da Indy Lights, Pro Mazda e USF2000 segue em 2019
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 A etapa da Pro Mazda em Indianápolis (Foto: Pro Mazda)
Chegou ao fim uma das parcerias mais bem-sucedidas do esporte a motor internacional neste século. A Mazda anunciou a saída do projeto Road to Indy para o fim do ano após oito temporadas. A Indy garantiu que o projeto continua no ano que vem e que está negociando para ter um novo parceiro majoritário.
 
Quem assinou o comunicado pela marca japonesa foi John Doonan, diretor-esportivo da Mazda Norte América. Doonan destacou o tempo e o sucesso do projeto, que compreende a Indy Lights, a Pro Mazda e a USF2000, e reiterou o compromisso até o fim desta temporada.
 
"Em nome da Mazda, gostaria de agradecer à Andersen Promotions e todos os envolvidos com a Road to Indy durante estes incríveis nove anos, mas chegou a hora da Mazda focar os recursos em outras áreas de nossa história no esporte a motor", disse.
 
"Realmente gostamos do papel de desenvolver jovens pilotos até que chegasse à Indy 500, e queremos continuar o relacionamento com a Andersen Promotions por meio da Battery Tender Global MX-5 Cup. Os campeões de 2018 na USF2000, a Pro Mazda e na Indy Lights receberão bolsas escolares da Mazda para a temporada 2019 e o shootout anual da Mazda Road to Indy, valendo US$ 200 mil, será realizado em dezembro deste ano", seguiu.
 
Dan Andersen, dono da Andersen Promotions, a promotora da Road to Indy, elogiou a marca e garantiu que o projeto segue normalmente em 2019.
 
"Gostaríamos de agradecer a Mazda pelos incríveis nove anos ajudando e encabeçando o Road to Indy. Foram grandes parceiros, e as bolsas escolares ajudaram vários pilotos a alcançar o sonho de chegar à Indy", disse.
A Indy Lights, uma daquelas da Road to Indy (Foto: IndyCar)
"A Mazda foi incrível em estabelecer e ajudar a fazer nosso sistema de desenvolvimento crescer até virar um programa sem paralelos. Eles seguem conosco até o fim da temporada e novamente darão as bolsas aos campeões de cada uma das categorias para ajudá-los a dar o próximo passo em 2019, assim como os US$ 200 mil para o vencedor da USF2000 $200 mil Scolarship Shootout em dezembro", seguiu.
 
"Conforme eles desejam buscar novos horizontes, nós, da Andersen Promotions, estamos comprometidos em manter a estrutura incrível que temos para a temporada 2019 e nos anos seguintes. Estamos conversando com várias companhias na procura intensa por um novo parceiro", afirmou.
 
Chris Pantani, diretor-esportivo dos pneus Cooper, que era parceira da Mazda, garantiu que permanece no projeto.
 
"A Mazda tem sido uma grande parceira do Road to Indy e desenvolvido integralmente o programa que é o único real para chegar à Indy. A contribuição deles vai durar por muito tempo na categoria e nos pilotos que participaram. A Cooper está ansiosa para o fim de 2018 e um 2019 animador. Seguiremos com a Andersen Promotions, desenvolvendo a próxima geração de talento de monopostos para a Indy", afirmou.
 
Por fim, a Indy reiterou: o Road to Indy continua existindo.
 
"A Road to Indy se mostrou ótima durante os últimos anos no papel de desenvolver pilotos e equipes para a Indy. Isso irá continuar - os planos futuros serão anunciados em breve. A Mazda foi uma parceira transformadora, e a Indy reconhece as muitas contribuições", encerrou.