Indy

McLaren encerra chances de colocar segundo carro junto a Alonso na Indy 500: “Um só já dá muito trabalho”

Bob Fernley, chefe do projeto da McLaren nas 500 Milhas de Indianápolis, afirmou no último sábado (9) que apenas Fernando Alonso vestirá laranja na prova de 2019. Para ele, já há trabalho o suficiente para que se cogite um segundo carro da equipe no grid

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O #66 de Fernando Alonso será o único da McLaren nas 500 Milhas de Indianápolis deste ano: segundo Bob Fernley, chefe do projeto da equipe inglesa para a prova em 2019, eles não terão mais um carro no grid.

A afirmação veio no último sábado (9), e Fernley resumu de forma contundente o motivo da McLaren ir apenas com o piloto espanhol para nova aventura na Indy: "Um carro só já dá muito trabalho."

"Não há interesse algum, de maneira alguma, em termos um segundo carro", completou o dirigente, que divide o comando do projeto com Gil de Ferran.
Fernando Alonso será o único piloto da McLaren em Indianápolis (Foto: McLaren)
A McLaren vai para a prova em parceria com a Carlin, diferentemente de 2017, quando Alonso esteve em Indianápolis junto à Andretti.

Além de negar um segundo carro em 2019, a McLaren foge de comentários sobre o futuro da equipe na categoria, seja com mais uma participação em 2020 ou a presença na temporada completa.

"Acho que é muito cedo para especularmos o que vem depois da Indy 500. Nossos esforços estão concentrados em fazer o melhor trabalho esse ano. Não é segredo que continuamos a desenvolver o projeto McLaren na Indy. Mas não tenho nada a falar sobre o futuro no momento", disse De Ferran.