McLaren espera reedição de parceria com Larson na Indy 500 2025: “Podemos ganhar”

Zak Brown rasgou elogios a Kyle Larson e a parceria técnica entre McLaren e Hendrick Motorsports no carro #17 durante mês de maio

CEO da McLaren, Zak Brown admitiu que almeja contar com Kyle Larson novamente nas 500 Milhas de Indianápolis. O dirigente também pensa em repetir a parceria técnica com a Hendrick Motorsports, time do piloto norte-americano na Nascar e que compartilhou a operação do carro #17 na edição deste ano da principal prova da Indy.

Larson foi destaque desde o início da preparação para a Indy 500. Apesar de encurtado, o campeão da Nascar de 2021 fez o segundo tempo nos testes abertos de abril. O piloto conquistou o quinto lugar no grid de largada, na qual andou entre os dez primeiros na maior parte das 200 voltas. Cruzou a linha de chegada em 18º, pois estourou o limite de velocidade nos pits na parte final das 500 Milhas de Indianápolis — precisou cumprir um drive through por isso.

Apesar do erro no final, Larson impressionou o CEO da McLaren, que já trabalha na possibilidade de repetir a parceria em 2025, quando a Indy 500 chegará à edição de 109.

“Falamos sobre isso, mas decidimos dar um pouco de espaço para pensar. Amaria ter Kyle e a Hendrick de volta no próximo ano”, declarou Brown à revista norte-americana Racer.

Zak Brown e Jeff Gordon, dirigente da Hendrick, em Indianápolis (Foto: IndyCar)

“Acho que podemos ganhar com ele. Kyle Larson pode fazer a pole e vencer a Indy 500. Ele mostrou ser tão bom quanto qualquer um. A maneira como se comportou com a equipe, patrocinadores, imprensa, fãs e a guiada que teve foi de primeira classe. Trabalhar com Rick Hendrick e Jeff Gordon e toda a organização foi incrível. Amaria fazer novamente”, completou o dirigente da McLaren.

Além de disputar a prova pela primeira vez, a intenção de Larson era fazer o “Double”: competir na Indy 500 e partir para as 600 Milhas de Charlotte, tradicional evento da Nascar. Com o atraso em quase 4h para a largada em Indianápolis, Justin Allgaier largou no #5 da Hendrick na categoria de stock car norte-americana.

Larson chegou ao autódromo de Charlotte quando a corrida estava interrompida por conta da chuva na 249ª de 400 voltas. Com o aguaceiro incessante sob a pista, a direção de prova deu por encerrada a etapa, sem que o norte-americano corresse.

Brown deu a entender que esse episódio pode pesar na negociação com a McLaren, pois Larson correu o risco de ficar sem vaga nos play-offs, pois não competiu em Charlotte — por regulamento, o piloto só é elegível à parte decisiva da Nascar ser participar de todas as provas. Nesta quarta-feira (5), a organização liberou o norte-americano para a fase final da temporada 2024.

Zak Brown quer Larson e Hendrick na Indy 500 de 2025 (Foto: XPB Images)

“Infelizmente, a chuva comprometeu a corrida da Nascar. Foi o pior cenário possível para eles. As possibilidades de ter dois anos seguidos atrasos por conta do clima são mínimas, mas estou sendo egoísta. Apreciei a grande experiência que tivemos. Kyle fez um trabalho inacreditável e deve estar orgulhoso do feito. Nós todos deveríamos agradecê-lo pelos esforços realizados”, encerrou.

Indy retorna já neste fim de semana com o GP de Road America, que acontece no circuito localizado em Elkhart Lake, no Wisconsin, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.