Nasr compara com F1 e apoia ida de Sette Câmara para Indy: “Vitrine legal”

Felipe Nasr tem se estabelecido cada vez mais nos Estados Unidos. Sobre o cenário do automobilismo norte-americano, o piloto comparou Indy e Fórmula 1 e ainda apoiou caso Sergio Sette Câmara vá para para a categoria capitaneada por Roger Penske

Felipe Nasr tem conseguido estabelecer de grande forma sua carreira nos Estados Unidos. Correndo no SportsCar, o piloto aproveitou para comentar o atual cenário da Indy e traçou um paralelo com a fase da Fórmula 1.
 
A temporada 2020 da categoria de fórmula norte-americana pode ter apenas Tony Kanaan como o representante brasileiro no grid – mas sem correr o campeonato completo. Enquanto isso, a F1 já passa por escassez de representantes tupiniquins em seu grid.
 
Felipe, então, comentou a situação e afirmou que existem muitas semelhanças entre as categorias. “Eu acho que é o mesmo cenário não só em questão de pilotos, mas também categoria”, falou com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO.
Felipe Nasr vai ser o quarto piloto no grid atual da Fórmula E (Foto: FIA Fórmula E/Twitter)

“Para você encaixar um piloto na Indy, ter uma oportunidade, são muitas variáveis desde fatores financeiros, parcerias da equipe, interesses. Só ver o caso do Sébastien Bourdais, campeão da Indy e está sem uma vaga”, continuou.
 

“Eu acho isso um absurdo, ele ficar de fora por questões financeiras da própria equipe”, completou.
 
Nos últimos dias, tem surgido os rumores de que Sergio Sette Câmara pode rumar para os Estados Unidos, movimento apoiado por Nasr. “Não acho errado. Se ele tem essa oportunidade, a Indy tem uma vitrine legal”, apontou.
 
“É muito competitiva e o brasileiro tem que mudar a cabeça de só existir a F1 e tentar a oportunidade na Indy”, destacou.
 
Por fim, Felipe apontou o crescimento de categorias de endurance. “É bem atrativo, pagam bem, é uma categoria que está em alta, tem interesse de várias montadora e agora ainda tem a notícia do hipercarro”, encerrou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube