Newgarden lamenta 1-2 perdido por amarela em Indianápolis: “Foi muito frustrante”

Josef Newgarden tinha um segundo lugar encaminhado no GP de Indianápolis 1, mas surgiu uma bandeira amarela que mexeu com as estratégias. No fim, o sétimo lugar minimizou o estrago

Josef Newgarden errou na classificação, mas reagiu bem e tinha tudo para, pelo menos, chegar ao pódio no GP de Indianápolis 1. Só que veio a amarela causada por Oliver Askew e a estratégia foi para o saco. Com uma parada em hora errada, o atual campeão foi parar do meio para o fim do pelotão e só conseguiu reagir até o sétimo lugar. Para Josef, era para ter sido uma dobradinha da Penske com Will Power na frente.

Newgarden lamentou o azar com a amarela e explicou que a Penske até cogitou parar antes, mas que optou por alongar o stint apostando numa corrida sem amarelas.

“Foi um dia complicado, muito frustrante. Nós nos ferramos com aquela amarela, eu e Will. Era uma chance muito grande de 1-2, uma pena que a gente tenha perdido por um detalhe. Nós quase paramos um instante antes da amarela, mas resolvemos esticar o stint. Aí não deu”, disse.

Josef Newgarden (Foto: IndyCar)

Para Josef, fica de importante a evolução no carro do primeiro treino livre para a corrida.

“Foi um bom dia de performance. Estávamos com 1-2, Will na frente, aí veio a amarela que nos jogou para trás. Nós fomos parar em 15º ou 16, o foco ali virou minimizar o dano. Acho que nós evoluímos de pouco em pouco a cada sessão e nos tornamos mais fortes. Uma pena que o 1-2 não veio”, completou.

Newgarden vem em terceiro na temporada 2020 da Indy com 64 pontos, 40 a menos que o líder Scott Dixon, que venceu as duas primeiras etapas.

Paddockast #68 | O QUE ESPERAR DA FÓRMULA 1 2020?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube