Novo boletim médico confirma que Wilson permanece em estado de coma e em condição crítica

De acordo com o comunicado enviado pela IndyCar nesta segunda-feira, Justin Wilson continua no mesmo estado depois da pancada que recebeu na cabeça durante as 500 Milhas de Pocono. O piloto da Andretti está em coma

O segundo boletim sobre o estado de saúde de Justin Wilson não apresentou nenhuma informação nova ou diferente do primeiro. Divulgado pela IndyCar nesta segunda-feira (14) minutos antes das 14h (de Brasília), a nota confirmou que o inglês segue em estado de coma e em condição crítica em consequência do resquício do acidente de Sage Karam durante as 500 Milhas de Pocono.

Nem a categoria nem o Hospital Lehigh Valley Health Network de Allenton, Pensilvânia, informaram a ocorrência de cirurgias no piloto da Andretti, que correu na F1 nos anos 2000.

"O piloto da IndyCar Justin Wilson permanece hospitalizado em coma em uma unidade de terapia intensiva depois de ter uma lesão severa na cabeça durante a etapa de domingo em Pocono. Ele segue em condição crítica", disse o comunicado da categoria.

Justin Wilson (Foto: IndyCar)

A contusão de Wilson se deu em uma batida bizarra a 20 voltas do final da corrida no superoval de Pocono, quando um pedaço da asa de Sage Karam voou e acertou a cabeça do piloto.

Karam liderava a corrida, mas perdeu o carro, rodou e bateu na barreira de segurança. Enquanto deslizava pela pista, a Andretti de Wilson cruzou a imagem e bateu de frente, com o bico na barreira.

O helicóptero que levou Justin Wilson ao Hospital Valley Health Network Cedar Crest (Foto: Reprodução/Twitter)

Apenas na repetição aberta da imagem, ficou claro o que tinha acontecido. Wilson, ex-F1 e com experiência na F-E, foi atingido de forma fortuita pela carenagem. Aparentemente sem consciência, bateu. O impacto aconteceu exatamente às 18:43 (horário de Brasília). Depois, foi levado ao centro médico da pista, somente para a avaliação resolver levá-lo de helicóptero para o hospital Valley Health Network Cedar Crest em Long Pond.

A prova terminou com vitória de Ryan Hunter-Reay, mas em meio a um clima bem sombrio. Nem confetes foram jogados no victory-lane, nem Michael Andretti, chefe de Hunter-Reay e Wilson, parecia nada contente com a vitória. Segundo Graham Rahal, que está na disputa pelo título, mas envolveu-se em um acidente em Pocono, Tony Stewart deixou seu helicóptero à disposição para que a família de Wilson viajasse ao estado da Pensilvânia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube