Indy

O'Ward espera dificuldades para Harding com dupla de novatos, mas mira vitórias e pódios em 2019

Pato O'Ward sabe que a Harding pode demorar a se encontrar por ter dois novatos na escalação, mas espera a equipe forte, frequentando o top-5 e brigando já por vitórias e pódios em 2019
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Patricio O'Ward (Foto: IndyCar)

Pato O'Ward é uma das grandes revelações da Indy nos últimos anos. Campeão da Indy Lights, o mexicano fechou com a Harding e fez sua estreia já em Sonoma, andando muito bem, chegando em nono e fazendo até Fast Six na classificação. Para 2019, a meta é já brigar por vitórias, por mais que espere algumas dificuldades.
 
Pato começou explicando que não tem nada a provar, mas que está pronto para ter um ano repleto de aprendizado.
 
"Já provei que sou rápido, que mereço estar aqui. Acho que Sonoma foi boa porque eu senti como é a Indy, como é guiar contra pilotos profissionais. Acho que o ano que vem será de uma curva de aprendizado gigante para mim", disse o mexicano em entrevista ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Pato O'Ward e Colton Herta formam dupla em 2019 na Harding (Foto: Harding)
O mexicano espera não perder muito tempo com a adaptação à categoria e com erros de principiante e, assim, acha que pode sonhar alto já para sua temporada de calouro.
 
"Acho que o mais importante para mim é aprender rápido como funcionam os pneus e me acostumar com os pit-stops e as corridas longas. Obviamente, preciso também ir diminuindo os erros que fatalmente eu vou cometer no começo. E aí eu acho que podemos brigar por vitórias e pódios", seguiu.
 
A parceria com Colton Herta na Andretti na Lights segue na Indy com a Harding. Pato acha que o fato de ambos serem novatos pode atrasar um pouco o progresso do time.
 
"Acho que teremos um pouco de dificuldade porque somos dois novatos, mas um vai empurrar o outro e vamos aprender entre nós, sem um veterano para nos ensinar. Acho que vai dar tudo certo, é só um novo carro, um pouco mais rápido e com um pouco mais de downforce, é só adaptação. Acho que teremos um carro para brigar por top-5 e estaremos lá", falou.