Paddock GP: Di Grassi revela convite para prova na Indy e diz que toparia eventual chamado da F1

Lucas Di Grassi fez uma revelação durante o Paddock GP desta semana. Na edição, o piloto afirmou que recebeu um convite da Carpenter para correr na etapa do Alabama para substituir o lesionado J.R Hildebrand. Ainda, o brasileiro reconheceu que aceitaria correr apenas uma etapa na F1 caso o chamassem

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lucas Di Grassi tem uma longa e vitoriosa carreira no automobilismo. Entre as tantas categorias em que já correu estão WEC, F1 e até mesmo a Stock Car, onde competiu na Corrida de Duplas por três anos. A Indy, no entanto, não entra para a lista, mas não por falta de convites.
 

Durante o PADDOCK GP #99, programa de debates do GRANDE PRÊMIO, o piloto revelou que a Carpenter o chamou para substituir o lesionado J.R. Hildebrand na etapa do Alabama. Após algumas conversas, “acabou não rolando”, nas palavras do competidor.
Lucas Di Grassi (Foto: Renato Stockler)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Ainda, Lucas afirmou que “faria uma prova da F1 se não batesse com uma prova da F-E” ao ser questionado se aceitaria um convite da Toro Roso para substituir Pierre Gasly para o GP dos Estados Unidos.
 

Di Grassi teve passagem pela F1 em 2010, quando defendeu as cores da Virgin e conquistou uma 14ª colocação como melhor resultado. Na época, terminou a temporada em 24º sem nenhum ponto conquistado.
 
Antes de dar o passo para a categoria, o atual campeão da F-E foi piloto de testes da Renault em 2008 e 2009.

ASSISTA ABAIXO:

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube