Indy
02/06/2013 21:45

Pagenaud acerta na estratégia e conquista primeira vitória da carreia na Indy em Detroit. Helio é 8º

O francês optou por ficar nos boxes ao máximo antes da última parada e retornou do pit-lane na frente de Mike Conway. James Jakes ainda repetiu a estratégia para fechar no segundo lugar
Warm Up / FELIPE GIACOMELLI, de São Paulo
 Foto: Claudio Capucho/Fotoarena)

Depois de James Hinchcliffe e Takuma Sato, a temporada 2013 da Indy tem mais um piloto a ter vencido a primeira prova da carreira. Com uma boa estratégia nos boxes, Simon Pagenaud ganhou a posição de Mike Conway, nas voltas finais, para receber a bandeirada na frente, neste domingo (2), na segunda bateria da etapa de Detroit.

Para conquistar a vitória, o piloto da Schmidt optou por ficar na pista ao máximo antes de fazer a última parada para abrir vantagem com relação aos adversários. Com isso, depois de fazer volta mais rápida atrás de volta mais rápida, o francês retornou do pit-lane com uma boa vantagem para James Jakes, que havia apostado na mesma tática.
Simon Pagenaud comemora a primeira vitória na Indy (Foto: Indy)

O britânico até perseguiu o adversário nas voltas finais, mas não teve jeito. Assim, Pagenaud cruzou a linha de chegada na frente, seguido por Jakes e por Conway, que teve um desempenho similar ao do sábado, mas acabou se atrapalhando na estratégia de paradas. Scott Dixon foi o quarto, seguido por Dario Franchitti.

Marco Andretti terminou com a sexta posição, enquanto Charlie Kimball, Helio Castroneves, Graham Rahal e o aniversariante Sebastián Saavedra completaram o top-10. Tony Kanaan foi o 12º.

A corrida foi marcada por um acidente envolvendo dez carros logo no começo. Durante uma relargada, Sébastien Bourdais tocou em Will Power, que rodou. Para tentar desviar, outros oito pilotos se envolveram no salseiro, incluindo Castroneves, que precisou ir aos boxes para fazer reparos no carro da Penske, mas mantendo a volta do líder. Irritado com o lance, Power chegou a chamar Bourdais para a briga, jogando as luvas no carro do adversário.
Mike Conway lidera o pelotão na largada (Foto: Chris Owens/Indy)

Confira como foi a segunda corrida da etapa da Indy em Detroit:

A segunda bateria em Belle Isle começou muito parecida com a prova do sábado. Mike Conway, que já havia vencido no dia anterior, manteve a liderança, com Will Power pulando para segundo. Um pouco mais atrás, A.J. Allmendinger errou a tomada de uma curva e foi parar no muro. Esse foi o segundo acidente consecutivo do americano antes de terminar o primeiro giro.

Antes de o carro de segurança se acionado, Power conseguiu tomar a primeira colocação de Conway, que reclamou sobre a manobra ter sido feita já em bandeira amarela. Para não arrumar confusão, o piloto da Penske entregou o posto no novo recomeço. A bandeira amarela, porém, logo reapareceu por causa de um acidente de Simona de Silvestro, que teve um pneu furado.

Na nova partida , Helio Castroneves ganhou posições ao se aproveitar de um duelo entre Justin Wilson e Ernesto Viso. Apesar disso, ele não teve muito tempo para escapar, já que o carro de segurança voltou a ser acionado após um toque entre Carpenter e  Tagliani.

Com a bandeira verde mais uma vez sendo agitada, Conway manteve a primeira posição, enquanto Viso tocou em Helio, que acabou passado por Kimball. Um pouco depois, Ryan Hunter-Reay, que vinha em terceiro, errou na tangência de uma curva e bateu no muro, antes de se arrebentar no mesmo lugar em que Simona. Apesar disso, o safety-car só foi acionado quando um detrito do carro de Viso se desprendeu.

A corrida ainda foi interrompida mais uma vez após a relargada porque Takuma Sato foi parar no muro nos pneus. E bastou a prova recomeçar para haver um grande acidente. Assim que a bandeira verde foi acionada, Sébastian Bourdais tocou em Will Power, que rodou na primeira curva. Mais atrás, Ryan Briscoe encheu Castroneves, levando Tagliani, Viso e Carpenter. Na tentativa de desviar, Hinchcliffe foi em direção ao carro de Will Power, tirando os dois da prova.

Irritadíssimo com o acidente, Power chamou Bourdais para a briga, chegando a jogar as luvas no carro do francês, que recebeu um drive-through por ter começado tudo.
O que sobrou de Simona de Silvestro (Foto: Chris Owens/Indy)

Na relargada, Kanaan era o líder, seguido por Vautier, Dario Franchitti e Marco Andretti. Mike Conway saiu de oitavo para sexto e ainda ganhou mais duas posições na sequência. Sem o mesmo desempenho, o brasileiro foi passado por Vautier, enquanto Conway também ganhou a posição sem maiores problemas.

O francês foi para os boxes na volta 41, entregando a ponta a Conway. Kanaan parou duas voltas depois, enquanto Franchitti fez o pit-stop na 45. O escocês, por sua vez, começou a economizar combustível para não precisar fazer um splash-and-go. Na briga pela ponta, Conway começou a perder rendimento, sendo passado por Charlie Kimball.

O americano foi para a última parada na volta 48, na sequência foi a vez de Conway. Na saída dos boxes, os dois se encontraram com Vautier e Scott Dixon. Nesse duelo particular, o piloto da Dale Coyne manteve-se à frente. Quem se aproveitou desse duelo foi Simon Pagenaud, que aproveitou o ar limpo para fazer volta mais rápida atrás de volta mais rápida e abrir diferença para os rivais

Quando Pagenaud voltou dos boxes, o piloto apenas esperou que James Jakes fizesse a parada para retomar a primeira colocação. A partir daí, o inglês fez o possível para alcançar o adversário, mas parecia ser tarde demais. A única esperança era que a bandeira amarela fosse acionada. E ela quase veio quando Vautier e Bourdais se tocaram. Apesar disso, o safety-car não foi acionado.

Com isso, Pagenaud pôde manter a ponta com tranquilidade e comemorar a primeira vitória da carreira na Indy. Com problema nos pneus, Jakes ainda conseguiu segurar Conway para terminar em segundo, enquanto o substituto de Bia Figueiredo foi o terceiro.

Indy, Detroit, corrida 2, final:

1 Simon PAGENAUD FRA Schmidt Peterson Honda 1:56:14.786 70 voltas
2 James JAKES ING RLL Honda +5.627  
3 Mike CONWAY ING Dale Coyne Honda +6.061  
4 Scott DIXON NZL Ganassi Honda +21.295  
5 Dario FRANCHITTI ESC Ganassi Honda +23.491  
6 Marco ANDRETTI EUA Andretti Chevrolet +29.062  
7 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda +29.668  
8 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet +37.644  
9 Graham RAHAL EUA RLL Honda +40.539  
10 Sebastián SAAVEDRA COL Dragon Chevrolet +51.454  
11 Sébastien BOURDAIS FRA Dragon Chevrolet +1:13.105  
12 Tony KANAAN BRA KV Chevrolet +1:14.135  
13 Ryan BRISCOE AUS Panther Chevrolet +1 volta  
14 Tristan VAUTIER FRA Schmidt Peterson Honda +1 volta  
15 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet +4 voltas  
16 Josef NEWGARDEN EUA Fisher Hartman Honda +6 voltas  
17 Ernesto VISO VEM Andretti Chevrolet +9 voltas  
18 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Chevrolet +11 voltas  
19 James HINCHCLIFFE CAN Andretti Chevrolet +13 voltas  
20 Will POWER AUS Penske Chevrolet +17 voltas  
21 Alex TAGLIANI CAN Bryan Herta Honda +43 voltas NT
22 Justin WILSON ING Dale Coyne Honda +43 voltas NT
23 Takuma SATO JAP Foyt Honda +47 voltas NT
24 Simona DE SILVESTRO SUI KV Chevrolet +62 voltas NT
25 AJ ALLMENDINGER EUA Penske Chevrolet +80 voltas NT